ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Posts Tagged ‘DIREITOS DO TRABALHADOR’

Motociclistas de Londrina têm sugestão para melhorar o trânsito

Posted by Armando em 05/08/2010

O movimento de organização dos motociclistas, moto taxistas, entregadores e bike boys de Londrina está defendendo a implantação da “Via Fácil”, espécie de faixa exclusiva nas principais ruas da cidade, como forma de melhorar o trânsito e evitar acidentes. A proposta visa delimitar com faixas brancas o espaço que fica entra as vias de rolagem das ruas, próximo dos semáforos, nos quais os motociclistas aguardariam a abertura do sinal.

“A Via Fácil seria utilizada durante congestionamentos, no fechamento do semáforo e em qualquer ocasião em que houver interrupção do tráfego. Esta área de escapa levaria as motos a saírem do corredor entre os carros, dando maior fluxo ao trânsito”, avalia Fernando Alfradique Scanferla, trabalhador com motocicleta e integrante do grupo de organização da categoria.  Segundo Fernando, esta proposta já foi apresentada a vereadores e agora resta discuti-la com órgãos competentes para colocá-la em prática.

A Via Fácil foi divulgada para os motociclistas, moto taxistas e demais profissionais desta área através do jornal VIDA CORRIDA, que também apresenta outras propostas para a organização destes trabalhadores e suprir suas necessidades. Uma delas é o fornecimento, pelo Sindicato que representa atualmente a categoria, de cesta-básica aos motociclistas que se acidentarem e não tiverem condições de conseguir o sustento.

“Temos que cobrar de nossos representantes o repasse de uma cesta-básica durante o tempo de espera da perícia do INSS, como forma de nos devolver uma parte do que contribuímos enquanto estamos trabalhando”, defende Fernando.

Leia no VIDA CORRIDA mais propostas do movimento de organização dos motociclistas de Londrina clicando nos links abaixo:

Capa

Pág. 2

Posted in NOTÍCIA, VIDA CORRIDA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Regime de trabalho 12×36 pode ser considerado ilegal pela Justiça do Trabalho

Posted by Armando em 31/07/2010

O advogado trabalhista de Londrina, Renato Barbosa, escreveu sobre dúvida encaminhada por uma leitora ao Blog, a respeito do Regime de trabalho de 12×36 horas. Para embasar as respostas, ele anexou artigo da juíza substituta do Trabalho da 15ª Região, Candy Florencio Thome, que aborda esta questão.

Perguntas encaminhadas pela leitora:

1)    quem trabalha na escala 12/36, tem direito de receber os dias feriados trabalhados?

2)    pode-se trabalhar em escala 24/72 ou 12/48 horas? Isso na área da saúde.

Para a resposta da primeira pergunta (trabalho em feriados para empregados submetidos à jornada 12×36), segue uma notícia de um julgamento de um processo do TRT de Minas Gerais que explica bem a questão. (Fonte: TRT3 – Feriados trabalhados no regime 12×36 devem ser remunerados em dobro).

Para a resposta da primeira pergunta (trabalho em feriados para empregados submetidos à jornada 12×36), segue uma notícia de um julgamento de um processo do TRT de Minas Gerais que explica bem a questão. (Fonte: TRT3 – Feriados trabalhados no regime 12×36 devem ser remunerados em dobro)

Confirmando a decisão de 1º Grau, a 6ª Turma do TRT-MG decidiu que a adoção do regime de trabalho de 12 horas de trabalho por 36 de descanso não autoriza o trabalho em feriados, sem a remuneração na forma dobrada, nos termos do artigo 9º da Lei 605/49 e da Súmula 146 do Tribunal Superior do Trabalho.

No caso, a reclamada protestou contra a condenação imposta em 1º Grau, argumentando que o sistema de trabalho em regime de 12×36 engloba eventuais feriados trabalhados. Neste sentido, seria indevido o pagamento dobrado desses dias, bem como os reflexos, já que não ficou comprovada a habitualidade do trabalho nessas ocasiões.

Entretanto, o desembargador relator Anemar Pereira Amaral, ao analisar as provas documentais juntadas ao processo e as informações prestadas pelo preposto, constatou a existência de trabalho em feriados quando coincidentes com a escala do reclamante. Portanto, a Turma entendeu comprovado o trabalho em feriados sem compensação posterior, mantendo a determinação de que estes sejam remunerados em dobro, conforme a lei. ( RO nº 00415-2008-060-03-00-6)

Para a segunda questão (possibilidade de escala 24×72 ou 18×48 horas, principalmente na saúde), um artigo jurídico interessante que esclarece bem a questão. Sucintamente, adianto que a jornada 12×36 é, no meu ponto de vista, ilegal para qualquer atividade, pois a lei (CLT) admite apenas 10 horas de trabalho diário (8 normais + 2 extras). Todavia, a jurisprudência tem admitido a validade desse regime quando está respaldado em negociação coletiva (Acordo Coletivo de Trabalho ou Convenção Coletiva de Trabalho).

O argumento dessa jurisprudência (que aceita a negociação coletiva, ferindo a própria CLT é que deve-se privilegiar o que foi decidido pelos próprios trabalhadores através do Sindicato (presumindo que se o Sindicato dos trabalhadores firmou o acordo é porque ele é bom para os trabalhadores). Portanto, se não tem acordo ou Convenção Coletiva, não tem chance de ser validade no judiciário.

 Tais acordos são comuns com vigilantes e trabalhadores da área de saúde. Voltando ao meu ponto de vista pessoal, se sou contra o 12×36, quanto mais o 24×72  ou 18×48. Sou contra, principalmente, quanto é na área da saúde, onde o estresse e fadiga do trabalhador é ainda maior e põe em risco a vida de outra pessoas. Essa minha posição é também a do Ministério Público do Trabalho, que tem investido contra essas negociações.

 * Renato Barbosa Lima, advogado trabalhista em Londrina e professor do Curso de Direito da UEL (Universidade Estadual de Londrina).

Nota - Analisando decisões recentes da Justiça do Trabalho constatei que o Regime de Trabalho 12×36 e outros desta modalidade estão sendo reconhecidos como legais. No entanto, se o mesmo não for objeto de Acordo ou Convenção Coletiva de Trabalho celebradas entre Sindicatos e empresas não tem validade. Neste caso, o trabalhador pode ingressar com ação judicial requerendo as horas extras.

Posted in DIREITOS DO TRABALHADOR | Etiquetado: | 42 Comments »

Quais os direitos do trabalhador nas faltas ao serviço

Posted by Armando em 28/07/2010

O Blog ADJ Comunicação publica comentário do advogado Renato Barbosa, de Londrina, a respeito de dúvida encaminhada por uma leitora em relação ao desconto de falta no emprego.

“Cara Leitora.

No contrato de trabalho o empregador tem o “poder disciplinar” que lhe permite punir o empregado com advertência (escrita ou verbal), suspensão ou até mesmo justa causa. Se esse poder disciplinar for exercido com exagero, o empregado pode contestar a decisão (no caso a sua suspensão) em juízo (através de uma ação trabalhista, que pode ser promovida em até 2 anos após o contrato ser rescindido).

Ao analisar o caso o juiz vai verificar se houve mesmo a “falta disciplinar” e se a punição imposta ao empregado foi justa e razoável. Se ele achar que foi injusta, ele mandará o empregador devolver-lhe os descontos por conta dessa suspensão.

O juiz deverá levar em conta vários elementos, entre eles a gravidade da falta, o seu tempo de serviço na empresa, se você é reincidente etc.

Podemos tomar como exemplo as seguintes situações:

1) Se quando você foi contratada não havia combinação de trabalho aos domingos e o empregador alterou o previamente combinado, exigindo o trabalho seu aos domingos, você tinha o direito de resistir e não comparecer. Neste caso o juiz possivelmente julgará ao seu favor.

2) Se você já tem 3 anos de casa e nunca faltou, o justo seria no máximo uma advertência verbal.

3) Se você tem apenas 2 meses de casa e faltou injustificadamente várias vezes ao trabalho, tendo inclusive sido advertida anteriormente, o empregador poderia até lhe dar uma justa causa por uma nova falta sem motivo e dificilmente você reverteria isso em juízo.

Boa sorte.”

* Renato Barbosa é advogado trabalhista em Londrina e professor do Curso de Direito da Universidade Estadual de Londrina. Contato:  renatobarbosa@uel.br

Posted in DIREITOS DO TRABALHADOR | Etiquetado: , | 2 Comments »

Greve dos servidores do Judiciário Federal pode afetar as eleições deste ano

Posted by Armando em 09/07/2010

A falta de diálogo imposta pelo Governo Federal em relação às reivindicações dos servidores do Poder Judiciário Federal, em Greve iniciada há mais de dois meses, poderá afetar as eleições gerais deste ano. A Fenajufe (Federação Nacional dos Servidores do Judiciário Federal) realizará Plenária neste sábado (10/07), em Brasília, para definir as estratégias do movimento após o não surgimento de proposta por parte do Governo durante a reunião ocorrida no dia 7 de julho com o ministro do Planejamento e Orçamento, Paulo Bernardo.

Na ocasião, segundo informou o Sinjutra (Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho), o ministro disse que a negociação sobre a implantação do PCS-4 (Plano de Cargos e Salários) deve ser feita junto ao Poder Judiciário e não ao Governo Federal. Apesar dessa declaração de Bernardo, o Sinjutra afirma que o Executivo vem barrando a tramitação do projeto de lei 6613/2009 na Câmara Federal.

No mesmo dia 7 de julho, a Fenajufe teve reunião com o presidente do TSE (Ricardo Lewandowski, que sugeriu aos servidores pressionarem o Governo Federal para que as negociações avancem, revelando não ter autonomia para discutir o PCS com os servidores.

Em função deste impasse, a Greve dos servidores do Poder Judiciário Federal prossegue e tem tudo para afetar as eleições gerais deste ano. A orientação das entidades é para que os mesários do pleito de 2010 não sejam convocados pelos TREs (Tribunais Regionais Eleitorais), o que poderá interferir nas eleições de outubro. Na Justiça do Trabalho, o movimento tem provocado o atraso no atendimento aos trabalhadores e no julgamento dos processos. Na avaliação da Fenajufe, este é o momento para os servidores exigirem do Governo uma definição em torno do PCS-4, pois se forem esperar pelo próximo mandato na Presidência da República esta questão poderá se arrastar por muito mais tempo.

Fonte: Sinjutra.

Posted in DIREITOS DO TRABALHADOR, NOTÍCIA | Etiquetado: | Leave a Comment »

Greve dos servidores do Judiciário Federal permanece no impasse

Posted by Armando em 07/07/2010

Os servidores da Justiça Federal decidiram esta semana manter a Greve, iniciada há dois meses pela implantação do PCS-4 (Plano de Cargos e Salários), após não ter surgido nenhuma proposta que levasse ao fim o movimento na reunião ocorrida no último dia 1º de julho, em Brasília, entre o presidente Lula e o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cezar Peluso.

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, relatou à Fenajufe (Federação Nacional dos Servidores do Judiciário Federal), que os presidentes dos dois poderes propuseram a criação de uma comissão para estudar a implementação do PCS, incluindo o parcelamento do reajuste dos salários dos servidores em 2011, sem data para efetivar o pagamento nem conclusão dos estudos.

Esta proposta foi rejeitada em Assembleias dos servidores em todos os Estados nos quais a Greve foi deflagrada. O ministro Bernado disse que não há previsão orçamentária este ano para conceder o reajuste pleiteado. Nova reunião com Paulo Bernardo e a Fenajufe deve ocorrer hoje (7/07), em Brasília, quando espera-se que o Governo acene com avanços nas negociações para dar fim à Greve do Judiciário Federal.

A continuidade do movimento pode comprometer as eleiões gerais deste ano e já complicou a tramitação dos processos nas instâncias da Justiça Trabalhista Federal, com adiamentos em julgamentos e atrasos nos atendimentos aos trabalhadores.

Posted in NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Servidores municipais de Marilândia do Sul deflagram Greve nesta quarta (7/07)

Posted by Armando em 06/07/2010

O prefeito Pedro Mileski não conseguiu convencer os servidores de que não é possível pagar os 15% de reajuste

Os servidores municipais de Marilândia do Sul iniciam nesta quarta-feira (7/07) Greve por tempo indeterminado para pressionar o prefeito Pedro Sérgio Mileski (PV) a conceder 15% de reajuste salarial, necessários para recuperar as perdas dos últimos três anos. Os cerca de 280 trabalhadores estarão concentrados às 7h00 na Praça da Igreja Matriz, de Marilândia, de onde sairão em passeata até o prédio da Prefeitura.

 A Greve foi deliberada na Assembléia realizada no último dia 30 de junho, depois que o prefeito decretou um reajuste de 9,05%. De acordo com Elisabete Costa de Sousa, presidente do SINDSPA (Sindicato dos Servidores Municipais de Apucarana e Região), Mileski alega que não pode conceder os 5,95% restante para zerar as perdas para não ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal.

“O prefeito está perdido com os números e já nos apresentou sete índices de gastos que a Prefeitura supostamente teria com a folha de pagamento. Relatório do Tribunal de Contas do Estado revelaram que a folha só compromete 46% das receitas e isto dá margem para atender às reivindicações dos servidores”, afirma Elisabete. Para ela, os trabalhadores não podem abrir mão dos 15% de reajuste agora, pois no próximo ano novamente o prefeito poderá retomar o mesmo argumento, de que não tem condições de pagar as perdas integrais.

“Os servidores não abrem mão da reposição integral”, ressalta a sindicalista. Os servidores de Marilândia do Sul também reivindicam Plano de Cargos e Salários, reajuste de 15% para quem ganha salário mínimo de R$ 510,00 e Adicional de Insalubridade para os agentes comunitários de saúde.

Posted in NOTÍCIA, SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Site do Governo do Paraná divulga Tabela Salarial dos servidores

Posted by Armando em 06/07/2010

O Governo do Estado do Paraná divulgou esta semana em seu site as novas Tabelas com vencimentos dos servidores, incluindo o reajuste de 5% para o quadro geral e os novos salários da Polícia Civil.

O reajuste foi autorizado através da Lei 16.468/10, sancionada pelo então governador Roberto Requião (PMDB) no final de março. Nelas estão os salários do Poder Executivo, das Universidades Estaduais, Rede Estadual de Ensino e Polícia Civil. Diferente do ano passado, desta vez o site do Governo não divulgou na mesma página o soldo da Polícia Militar. Assim que estiver disponibilizado faremos um link para facilitar o acesso a essas informações.

Clique no link para ver as novas Tabelas de Remuneração

Posted in NOTÍCIA, SALÁRIOS SERVIDORES PARANÁ | Etiquetado: , , , , | 2 Comments »

Atenção pessoas com deficiência: banco Santander está recebendo pedidos de emprego

Posted by Armando em 30/06/2010

O Banco Santander não está cumprindo a legislação que determina a cota de 5% de seu quadro de funcionários seja constituída com PCDs (Pessoas com Deficiência), conforme relato feito em rodada de negociação com a Contraf (Confederação Nacional dos Bancários) no último dia 10 de junho, em São Paulo. Questionado a respeito disso, o banco espanhol afirmou que, “apesar dos esforços”, não está conseguindo contratar o número suficiente de trabalhadores deste segmento.

Para se adequar à legislação, o Santander disponibilizou o e-mail: diversidade@santander.com.br para que os interessados enviem pedidos de emprego e currículos para tentar vagas na instituição financeira. Esta pode ser uma boa oportunidade para ajudar o banco a atingir a cota e verificar se há mesmo disposição do banco para empregar PCDs.

Na rodada de negociação com a Contraf-CUT, os representantes do Santander apresentaram dados sobre o Programa de Valorização da Diversidade, no qual a instituição financeira diz que tem priorizado as questões raciais, questões de gênero, pessoas com deficiência, diversidade etária, através da contratação de jovens aprendizes e trabalhadores com mais de 45 anos de idade, além de questões de diversidade sexual.

Para viabilizar essa inserção, o banco espanhol disse que este em estudo a implantação de um Comitê de Diversidade, destinado a levantar propostas para a contratação de pessoas com deficiência física, visual, auditiva e intelectual e que estas pessoas serão empregadas desde o início, tendo acesso a cursos supletivos para aqueles que ainda não têm o Ensino Médio, entre outros preparativos para efetivá-los nas atividades bancárias.

A Contraf-CUT também quer negociar com o banco questões de acessibilidade dos PCDs e outros procedimentos necessários para que a diversidade ocorra de fato. Repetindo: pedidos de emprego e envio de currículo de pessoas com problemas de deficiência devem ser encaminhados para o e-mail: diversidade@santander.com.br

Fonte: Contraf-CUT

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , | 6 Comments »

STJ decide: Governo não pode descontar salários dos servidores do Judiciário em Greve

Posted by Armando em 26/06/2010

A Greve dos servidores do Poder Judiciário Federal, iniciada há cerca de dois meses, prossegue sem perspectivas de acordo entre os trabalhadores e o Governo Federal. O STJ (Superior Tribunal de Justiça) julgou no dia 23 de junho, recurso da categoria e, por unanimidade, decidiu que a União não pode cortar os salários dos servidores que aderiram ao movimento. Na avaliação dos ministros, o corte nos salários configuraria uma retaliação, punição, o que confrontaria a Constituição Federal, além de prejudicar “suprimento do sustento do servidor e de sua família”.

Também nesta semana, o STJ havia determinado aos grevistas que fossem mantidos os seviços básicos à população,  tais como, por exemplo, a emissão da Carteira de Trabalho e o pagamento do Seguro Desemprego. Segundo informações  colhidas em sites, na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Paraná a mobilização atinge 40% do quadro. O Comando de Greve afirma que a Greve abrange 70% dos servidores no Estado. O atendimento está sendo feito por meio de agendamento.

Definição só após as eleições

De acordo com o portal UOL, o líder do Governo Federal na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), um acordo com o presidente daquela casa, Michel Temmer (PMDB-SP) estabeleceu que o projeto de lei que trata do PCS (Plano de Cargos e Salários) dos servidores do Poder Judiciário, aprovado recentemente na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público, só será apreciado nas demais comissões após as eleições de outubro.

Vaccarezza criticou o percentual reivindicado pelos servidores, que na proposta de novo PCS pode chegar a 50%. Para o deputado, deve ser levado em conta as perdas que eles tiveram durante o perído de congelamento nos salários.

Posted in NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Servidores de Marilândia do Sul cruzam os braços hoje por reajuste salarial

Posted by Armando em 18/06/2010

Os servidores municipais de Marilândia do Sul (PR) estão com as atividades paralisadas hoje (18/06). O movimento reúne, agora pela manhã, cerca de 150 trabalhadores, dos 280 que compõem o quadro de pessoal da Prefeitura daquela cidade. Apenas os servidores da área de saúde não aderiram ao movimento para não comprometer o atendimento à população. 

 Segundo informou a presidente do SINDSPA (Sindicato dos Servidores Municipais de Apucarana e Região), Elisabete Costa de Sousa, os servidores sairão em passeata da Praça da Igreja Matriz até o prédio da prefeitura, onde ficarão concentrados, como forma de pressionar o prefeito Pedro Sérgio Mileski a conceder a reposição de 15% em seus salários. “A população e o comércio de Marilândia estão nos apoiando nesta luta para recuperar as perdas salariais acumuladas há três anos”, afirma Elisabete.

 Ela espera que com esta paralisação o prefeito reveja seu posicionamento e aceite a negociar com o SINDSPA o reajuste dos servidores e outros direitos que ainda estão pendentes. O Sindicato protocolou a minuta de reivindicações no mês de março deste ano, mas Mileski não aceitou dialogar com a entidade.

Depois da insistência do SINDSPA, ele enviou à Câmara Municipal projeto de lei estabelecendo reajuste de 9,05% aos servidores, índice, que na avaliação de Elisabete Costa de Sousa, não contempla a desafagem nos salários.

Posted in NOTÍCIA, SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 330 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: