ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Jornalistas do Norte do Paraná lançam campanha “Não pise no meu piso”

Posted by Armando em 22/09/2010

O sindicato das empresas de rádio, tevê, jornais e revistas do Paraná propôs aos representantes dos Sindicatos de Jornalistas do Norte do Paraná e do Sindjor, durante rodada de negociação, realizada na última segunda-feira (20/09), em Curitiba, um piso salarial diferenciado entre os jornalistas que trabalham na capital e no interior. Essa proposta prevê o congelamento dos salários da categoria e o pagamento para as novas contratações feitas no interior de um piso de R$ 1.200,00, contra os atuais R$ 2.049,11 válidos para todo o Estado.

Em função desse ataque a um dos principais direitos da categoria, os Sindicatos dos trabalhadores decidiram realizar campanhas para para garantir a manutenção do piso único em todo Estado. Em Londrina, a campanha “Não pise no meu piso” já está mobilizando os jornalistas através da internet, como forma de demonstrar aos patrões que a categoria não aceita a redução de direitos.

O sindicato patronal também quer congelar o anuênio, que hoje é a única forma de progressão salarial nas redações, e reduzir o adicional de horas extras dos atuais 100% para 50%, além de instituir bancos de horas nas empresas, nos quais a hora trabalhada será compensada por uma de folga e não por duas, como estabelece o percentual praticado agora.

“Essa proposta representa um duro golpe contra os jornalistas, que têm um histórico de mobilização e luta na conquista do piso salarial e outros direitos que valorizam nosso trabalho”, avalia Carina Paccola, vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná, ressaltando que só com mobilização vamos manter nosso piso unificado em todo o Estado.

Segundo ela, as empresas de TV tiveram crescimento de 33% no faturamento no primeiro semestre deste ano, o que não justifica a redução salarial pretendida. Na próxima segunda-feira (27/09), o Sindicato realizará Assembleia Geral da categoria para avaliar a proposta das empresas e definir estratégias para manter os atuais direitos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: