ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Serra apagou do currículo o abandono da UNE, dos estudantes e do Brasil

Posted by Armando em 11/10/2010

Acostumado a bater firme em sua adversária Dilma Roussef (PT), discursando aos quatro cantos que tem “história”, experiente e que é o melhor em tudo, José Serra omitiu em seu currículo o que ocorreu no início de abril de 1964, quando os militares tomaram o poder no Brasil. Lendo artigo do professor Emir Sader: “Duas trajetórias distintas“, publicado no porta da Carta Maior no dia 26 de setembro de 2009, fiquei sabendo um pouco mais sobre o comportamento do então jovem estudante e presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes).

No artigo, Sader lembra que Serra sempre teve sede de poder e usou de todos os artifícios para chegar ao comando da UNE. “José Serra era dirigente estudantil, tinha sido presidente do Grêmio Politécnico, da Escola de Engenharia da USP. Já com aquela ânsia de poder que seguiu caracterizando-o por toda a vida, brigou duramente até conseguir ser presidente da União Estadual dos Estudantes (UEE) de São Paulo e, com os mesmos meios de não se deter diante de nada, chegou a ser presidente da UNE.”

Disse ainda o professor que semanas antes de  instalada a Ditadura, em março de 1964, o candidato a presidente nas eleições deste ano discursou bravamente em comício realizado na Central do Brasil e que no dia do Golpe dos militares chegou até a decretar Greve Geral dos estudantes. Infelizmente, como recorda Emir Sader, o MEDO dos milicos pesou mais e José Serra abandonou os estudantes, a UNE e o Brasil.

Este fato o tucano não site entre os feitos exaltados em sua campanha eleitoral. Com certeza, seus correligionários de 1964 não se esqueceram disso, como o professor Sader. Essa história não pegaria bem na biografia de quem quer chegar ao poder a qualquer custo.

Essa profunda ambição justifica aos incansáveis ataques a Dilma, que, ao contrário de Serra, permaneceu no País durante a Ditadura e participou efetivamente da resistência, pagando caro por isso. Como bem lembrou Emir Sader: “Ficou claro o caráter de Serra, que só voltou ao Brasil quando já havia condições de trabalho legal da oposição, sem maiores riscos.

Será este o presidente que nosso País merece?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: