ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Bancários aprovam propostas dos bancos e encerram Greve

Posted by Armando em 13/10/2010

A maioria das Assembleias dos bancários, realizadas hoje à noite em diversas regiões do País, aprovou as propostas negociadas entre o Comando Nacional da categoria e a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e as direções do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal.  No Norte do Paraná, as deliberações nas bases sindicais de Londrina, Apucarana, Cornélio Procópio e de Arapoti também foram as mesmas, aceitar as propostas dos bancos e encerrar a Greve iniciada no dia 29 de setembro.

A proposta da Fenaban, que é válida para todos os bancos privados e serve de base  para os funcionários do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, estabelece índice de reajuste de 7,5% (o que representa aumento real de 3,1%) para quem ganha até R$ 5.250,00. Para salários superiores a este valor a proposta prevê um fixo de R$ 393,75 ou reajuste de 4,29% (que é a inflação acumulada nos últimos 12 meses) – o que for maior. No BB e na Caixa não existe este teto de R$ 5.250,00, significando que todos os funcionários destas instituições terão seus salários reajustados em 7,5%.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina, Wanderley Crivellari, acredita que a participação maciça da categoria forçou os bancos a reverem o posicionamento inicial nas negociações deste ano. “Nas últimas reuniões realizadas entre o Comando Nacional e os bancos eles rejeitaram praticamente todas as nossas reivindicações e só concordavam em repor a inflação acumulada, que ficou em 4,29%. A Greve fez com que eles fossem muito além disso e conseguimos fechar as negociações com índices de aumento real que vão de 3,1% a 11,54% a mais nos salários de alguns segmentos da categoria”, aponta.

Wanderley também destaca como positivo na Campanha Nacional Unificada 2010 dos bancários a inclusão na Convenção Coletiva de Trabalho de mecanismos para evitar conflitos no ambiente de trabalho, visando conter o assédio moral. “Este é atualmente um dos maiores problemas enfrentados pelos bancários. Precisamos destes mecanismos para coibir condutas abusivas de gestores, que muitas vezes extrapolam seus poderes na cobrança para que as metas de vendas de produtos sejam atingidas”, explica.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina considera também como avanço da Greve da categoria este ano o atendimento médico e psicológico aos bancários vitimados por assalto ou seqüestro, além da possibilidade de mudarem de local de trabalho. “A segurança é uma preocupação constante do movimento sindical, que agora conseguiu estabelecer condutas dos bancos para garantir atendimento adequado aos bancários que passarem por momentos de violência nas mãos de assaltantes”, finaliza Wanderley.

Na próxima semana a Contraf (Confederação Nacional dos Bancários) deve assinar a Convenção Coletiva Nacional 2010/2011 dos bancários e os Acordos Aditivos do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, que têm abrangência em todo o Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: