ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Rodovia MT-208 oferece “aventuras” para motoristas e viajantes

Posted by Armando em 11/01/2011

Caminhões com gado e madeira aguardam em fila para enfrentar "barreiro" na MT-208

Na última semana de 2010 visitei familiares de minha esposa, Josi, no município de Nova Monte Verde, localizada no Centro-oeste do Brasil, no Estado de Mato Grosso. Após quatro horas de viagem de avião, entre Londrina e Alta Floresta, tive que enfrentar mais quatro horas de estrada, percorrendo cerca de 40 quilômetros de pista pavimentada e outros 200 de chão.

Felizmente, o longo percurso de ida foi tranquilo, com poucos obstáculos a enfrentar, a não ser uma poça de lama aqui e outra ali e alguns cuidados que o motorista do taxi, Paulinho, teve que tomar ao passar por velhas pontes feitas de madeira. Em meio à poeira, o bom papo com Paulinho encurtou o caminho, contando um pouco sobre os últimos acontecimentos na Região.

Como foi a terceira vez que estive em Nova Monte Verde, poucas foram as novidades, a não ser o linhão de energia elétrica que o Governo Lula levou às populações daquela terra distante. O encontro com uma “família” de capivaras alegrou os corações de minhas filhas, Alice e Carla, que despertaram a atenção, na expectativa de avistarem outros animais pela frente.  Há três anos, quando voltávamos da última viagem ao Mato Grosso, vimos uma onça parda atravessando a estrada. No mais, resta contemplar as milhares de cabeças de gado, um ou outro cavalo, pássaros e borboletas cruzando os campos da região.

Carros de passeio e caminhonetas usam desvios para não cair no atoleiro

VIDA DURA

Como bem demonstram as fotos, a volta foi outra história. Após alguns dias de chuva forte, a estrada apresentou uma série de atoleiros. Divonzir, o motorista deste novo percurso, contou uma série de fatos sobre a rodovia MT-208 ao passarmos pelo congestionamento provocado por um “barreiro” na estrada. Segundo ele, houve casos de caminhoneiros que permanecerem 15 dias à espera de socorro de tratores para retirarem seus pesados veículos do barro. Diante de situções dese tipo, Divonzir conta que a solidariedade é necessária para suprir as necessidades dos colegas que ficam pelo caminho.

Quando isso ocorre, somente carros pequenos, caminhonetes 4×4 e caminhões traçados conseguem superar os obstáculos que a natureza oferece e o Governo de Mato Grosso insiste em manter. O tráfego é intenso na rodovia MT-208, que escoa madeira e cabeças de gado para Alta Floresta e Sinop.

Em certa ocasião, disse Divonzir, alguns colombianos que estavam indo para Nova Monte Verde pediram e pagaram a limpeza interna do carro para tomarem banho nas poças de lama. Seguiram viagens sujos, porém felizes com a brincadeira feita no barro.

Mas nem tudo é alegria naquelas bandas. A falta de sinalização e a precariedade das dezenas de pontes de madeira da MT-208  já custou algumas vidas. Por não conhecerem a estrada, motoristas acabaram caindo em rios e morrendo por afogamento, como foi o caso de uma família que iria passar as férias na Região anos atrás.

A esperança dos milhares de matogrossenses que vivem em torno da Rodovia MT-208 é de que o asfalto seja levado à sério pelo novo Governo do Estado. A informação de que o frigorífico instalado em Nova Monte Verde teve parte de seu controle acionário adquirido pelo Bradesco e será reativado neste início deste ano reacende esta chama. Este pode ser o indício de que as promessas feitas na última campanha eleitoral sejam cumpridas. Quem sabe, com uma força do dinheiro as autoridades passem a olhar com maior atenção esse velho problema, proporcionando uma viagem rápida e tranquila para aqueles brasileiros que vivem em torno da Floresta Amazônica e dos visitantes, como eu e minha família, que vez ou outra nos aventuramos por lá para matar a saúdade de entes queridos.

Anúncios

No Responses Yet to “Rodovia MT-208 oferece “aventuras” para motoristas e viajantes”

  1. J.Costa said

    É mesmo uma vergonha a falta de vontade política para com os habitantes dessa região, o descaso e a indiferença. A esperança desse povo, aliás servindo de motivo para que políticos eleitoreros venham a procura de votos, enquanto ao que parece as verbas para a construção dessa estrada já foram desviadas algumas vezes. Vide as chuvas ocorridas nos dias 16 e 17 de Janeiro de 2012.

    ADJ – É isso aí, caro leitor. Lembre-se: este ano tem eleições para escolha de prefeitos e vereadores. É hora de dar o troco!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: