ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

População de Londrina realiza protesto hoje contra escândalo na Prefeitura

Posted by Armando em 17/06/2011

Um grupo de moradores de Londrina está organizando um “buzinaço” para a tarde de hoje (17/06), às 17h00, em frente à Prefeitura da cidade. O protesto, denominado “S.O.S Londrina – Cidade limpa, Prefeitura SUJA!”, é uma iniciativa do Blog Acorda Londrina e já ganhou diversos apoios.

Segundo os organizadores, a estimativa era de ter a participação de cerca de 100 pessoas, mas com a grande repercução o protesto deve reunir milhares de londrinenses descontentes com os recentes escândalos envolvendo a administração do prefeito Homero Barbosa Neto (PTB).

No mês de maio, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), órgão do Ministério Público, desenvolveu a “Operação Antissepsia” para apurar desvio de recursos da Prefeitura de Londrina através das Oscips (entidades não governamentais) Atlântico e Gálatas. Foram presas 22 pessoas suspeitas de participação no esquema de corrupção que utilizava a emissão de notas frias para desviar dinheiro destinado ao Programa Saúde da Família, SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e à Policlínica (clínica municipal de Londrina).

Segundo apurou o Gaeco, a esposa do prefeito, Ana Laura Lino Barbosa está envolvida no esquema, conforme revelaram depoimentos de alguns suspeitos. Ela teria recebido R$ 20 mil pela contratação de uma das Oscips. Barbosa Neto nega qualquer ligação com os desvios dos recursos e declarou à imprensa que “podem fazer uma devassa” em sua casa e em sua empresa. O prefeito e sua esposa colocaram os sigilos bancários e telefônico à disposição da “Operação Assepsia”.

A maioria dos presos já está em liberdade, mas o processo foi encaminhado para o Tribunal de Justiça do Paraná, que deverá avaliar a abertura de ação civil pública por improbidade administrativa. O inquérito está tramitando em segunda instância em função do fôro previlegiado do prefeito Homero Barbosa Neto. Na Câmara Municipal, o prefeito pode ser alvo de uma CP (Comissão Processante) para apurar o pagamento de R$ 38 mil a uma empresa que deveria ter dado um curso de treinamento de tiro para os integrantes da Guarda Municipal.

Fonte: Londrix.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: