ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Archive for janeiro \25\-03:00 2012

VIDA BANCÁRIA critica aumento das tarifas e serviços precários nos bancos

Posted by Armando em 25/01/2012

Dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelam que os bancos elevaram em 12,46% as tarifas cobradas dos clientes em 2011, índice que ficou 5,96 pontos percentuais acima da inflação de 6,5% medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) no mesmo período.

Estas informações geraram críticas, veiculadas na matéria de Capa da edição desta semana do VIDA BANCÁRIA, jornal conjunto dos Sindicatos de Bancários de Londrina, Apucarana, Arapoti e Cornélio Procópio, no Norte do Paraná. É que apesar de terem ampliado seus ganhos à custa dos clientes, os bancos vêm reduzindo o número de funcionários e precarizando os serviços, o que levou ao aumento de reclamações dirigidas aos Procons de todo o País.

Segundo informa o VIDA, na média, os ganhos com aumento das tarifas arrecadadas pelos cinco maiores bancos (Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Bradesco, Caixa e Santander) subiram 13,52% entre janeiro e setembro de 2011, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Apesar disso, a prestação de serviços pelos bancos no País ainda deixa a desejar. Relatório divulgado pelo Sindec (Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor) aponta o Itaú Unibanco, que é o maior banco privado da América Latina e recordista de lucros no Brasil, em primeiro lugar no ranking de reclamações.  O banco foi alvo de 81.946 mil queixas, superando com folga empresas de área de telefonia, também muito citadas pelos consumidores junto aos Procons.

“Não é surpresa pra ninguém o Itaú liderar um ranking como este. Faltam funcionários nas agências e os produtos têm que ser ´empurrados` aos clientes por conta da cobrança de metas absurdas”, aponta Wanderley Crivellari, presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina. Wanderley lembra que o Itaú Unibanco é uma das instituições financeiras que já consegue cobrir mais de duas vezes sua folha de pagamento somente com o que arrecada em tarifas e serviços.

Na lista de reclamações também figuram bem posicionados o Bradesco (quarto no ranking), o Santander (sétimo) e o Banco do Brasil (nono), além da BV Financeira, BMG, Caixa Econômica Federal, Citibank e HSBC que também foram citados por clientes.

O VIDA BANCÁRIA 1.208 traz relatos sobre a falta de pessoal e de condições satisfatórias de trabalho em agências do Banco Santander na região de Londrina e cobra dos bancos maior atenção à conservação e manutenção dos sistemas de ar condicionado, principalmente nestes dias de calor.

O jornal também divulga os resultados da primeira rodada de negociação entre a Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro) e o Banco do Brasil, que discutiu a proposta “Previ e Cassi para todos, com qualidade”, envolvendo questões de saúde, previdência e outros direitos dos funcionários, em especial dos oriundos de bancos incorporados pela instituição (Besc, BEP, Nossa Caixa).

Clique nos links abaixo para ler o VIDA na íntegra:

Capa

Pág. 2

Pág. 3

Pág. 4

Posted in NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Governo Federal altera regras para concessões de rádios e TVs

Posted by Armando em 22/01/2012

O Decreto 7.670, de 16 de janeiro de 2012, sancionado pela presidenta Dilma Rousseff, publicado no Diário Oficial da União no dia 17/01, altera as regras para a concessão de novas emissoras de rádio e televisão. Pelo Decreto, o conteúdo jornalístico, cultural e educativo será decisivo na escolha do vencedor da licitação.

De acordo com o Ministério das Comunicações, o novo Decreto torna o processo mais rápido e impede que empresas sem qualificação participem e ganhem a outorga e, depois, tenham dificuldade de operar. Até então, o item que mais pesava era o prazo oferecido pelo concessionário para colocar a emissora no ar.

O Decreto surge após denúncias veiculadas na imprensa, no ano passado, de que “laranjas” sem a menor capacidade financeira para tal, obtinham concessões de emissoras de rádio e TV. O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse à imprensa que qualquer candidato a uma concessão terá que apresentar dois pareceres de auditorias independentes comprovando sua capacidade financeira, como também apresentar projeto indicando a origem dos recursos a serem usados no empreendimento.

Pelas regras anteriores, quem ganhava uma concessão pagava ao governo a outorga em duas parcelas. Agora, segundo o Ministério das Comunicações, o valor da outorga será cobrado em parcela única. Tal medida visa coibir calotes, uma vez que um grande número de concessionários sequer pagou a primeira parcela de outorgas e outros não pagaram a segunda parte. O Ministério já encaminhou mais de cem processos à Advocacia-Geral da União para recuperar as frequências daqueles que não cumpriram com as regras.

O Decreto também altera questões de conteúdo. Com a mudança, o tempo destinado a programas locais (produzidos no município de outorga) e a produções independentes será utilizado como critério para decidir os vencedores dos leilões. Até agora, essa avaliação levava em conta o tempo destinado a programas jornalísticos, educativos, culturais e informativos. Segundo o Ministério das Comunicações, a nova exigência segue uma diretriz da Constituição, que prevê a valorização de as produções locais e as independentes.

Há expectativa de que o Governo Federal retome neste ano os editais de leilões de concessões suspensos em 2011. O Governo estuda a majoração do valor da caução exigida em cada edital, que hoje é de 1% do valor da outorga.

Espera-se que com isto as concessões de emissoras de rádio e TV sejam concedidas para quem tem competência e condições de manter esse tipo de empreendimento, para que paguem salários justos aos funcionários e transmitem conteúdo de qualidade à população.

Fonte: FENAJ/Agência Brasil

Posted in NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Corrente através de e-mail defende fim das benesses do Congresso brasileiro

Posted by Armando em 18/01/2012

Recebi na semana passada uma mensagem através de e-mail de uma colega jornalista, em Londrina, que é uma tentativa de mobilizar a sociedade para acabar com os altos salários e outras benesses recebidas pelos deputados e senadores, bem como também pelos juízes, ministros dos Tribunais, vereadores e outras autoridades agraciadas com remunerações infinitamente distantes do que recebe a grande maioria dos trabalhadores brasileiros.

Em forma de proposta de PEC (Proposta de Emenda Constitucional), esta revolta é liderada pelo antropólogo e cientista social Carlos Alexandre Guimarães, presidente da Associação dos Colaboradores da Gibiteca de Londrina, pesquisador da Coleção Itan (material didático alternativo) e tutor do curso Histórias da África e Afro-Brasileiras Como Vetores de Uma Educação Plural.

Seu objetivo é mobilizar um número grande de pessoas em torno desta proposta para então pressionar o Congresso Nacional a rever as regras atuais. Concordo com essa iniciativa e sempre acreditei que política não pode ser profissão. Democracia se faz com revezamento nos cargos, transparência e honestidade.

Por isso, abraço esta campanha para acabar com a sangria desenfreada que assola os cofres da União, beneficiando um pequeno grupo que se beneficia de uma estrutura muito distante da realidade do País em que vivemos.

Veja abaixo a proposta da PEC de iniciativa popular. Se concordar com ela, copie o texto a seguir e envie para seus colegas, dando sua contribuição para mudar o Brasil:

Lei de Reforma do Congresso

(proposta de emenda à Constituição Federal)

 “1) O congressista será assalariado somente durante o mandato.  Não haverá ‘aposentadoria por tempo de parlamentar’, mas contará o prazo de mandato exercido  para agregar ao seu tempo de serviço junto ao INSS referente à sua profissão civil.

  2) O Congresso (congressistas e funcionários)  contribui para o INSS. Toda a contribuição (passada, presente e futura) para o fundo atual de aposentadoria do Congresso passará para o regime  do INSS imediatamente. Os senhores Congressistas participarão dos benefícios dentro do regime do INSS exatamente como todos outros brasileiros. O fundo de aposentadoria  não pode ser usado para qualquer outra finalidade.

 3) Os senhores congressistas e assessores devem pagar seus planos de aposentadoria, assim como todos os brasileiros.

 4) Aos Congressistas fica vedado aumentar seus próprios salários e gratificações fora dos padrões do crescimento de salários da população em geral, no mesmo período. 

 5) O Congresso e seus agregados perdem seus atuais seguros de saúde pagos pelos contribuintes e passam a participar do mesmo sistema de saúde do povo brasileiro.

 6) O Congresso deve igualmente cumprir todas as leis que impõe ao povo brasileiro, sem qualquer imunidade que não aquela referente à total liberdade de expressão quando na tribuna do Congresso.

 7) Exercer um mandato no Congresso é uma honra e uma responsabilidade, não uma carreira.  Parlamentares não devem servir em mais de duas legislaturas consecutivas. 

8) É vedada a atividade de lobista ou de ‘consultor’ quando o objeto tiver qualquer laço com a causa pública. “

Posted in OPINIÃO | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Vida Bancária em Revista mostra o que fazem fora dos bancos aqueles que dão duro para atingir metas

Posted by Armando em 13/01/2012

Os Sindicatos de Bancários de Apucarana, Arapoti, Cornélio Procópio e de Londrina, no Norte do Paraná, lançaram em novembro de 2011 a VIDA BANCÁRIA em Revista, um novo canal de comunicação com a categoria. Editado por mim, Armando, com a participação dos também jornalistas, Rogério Fischer, Alexandre Horner, Samuel Lopes Martins e Ivo Akio, este material enfoca o outro lado da vida destes trabalhadores do mercado financeiro na Região, trazendo informações sobre atividades que desempenham fora dos bancos, longe dos diversos problemas que enfrentam na labuta diária.

O destaque desta primeira edição – e aviso, a segunda já está indo pro forno, é o tempo em que para se trabalhar em banco bastava ser bom de bola. Esta reportagem traz detalhes como era esse critério adotado por muitos gestores com o objetivo de elevar a imagem das agências através do futebol, contratando craques que deixaram de lado o sonho de ser jogador profissional para tirar o sustento através do trabalho no banco.

O talento cultural do bancário e da bancária também é abordado por VIDA BANCÁRIA em Revista. Histórias, como a de Paulo Cesar, gerente do Banco Safra em Londrina, de Marilza Ribeiro, caixa do Banco do Brasil de Ibiporã, são contadas em detalhes, mostrando o que fazem de melhor fora dos bancos.

A Revista também abre espaço para a beleza das cachoeiras de Faxinal, no Norte do Paraná, faz um relato sobre a tradicional peregrinação de fiéis à Festa de Bom Jesus da Cana Verde, em Siqueira Campos, e revela, através de colunas, o que os bancários indicam aos colegas em termos de música, filme e livros.

Sem deixar de lado a luta Sindical, VIDA BANCÁRIA em Revista ressalta as principais conquistas da categoria ao longo de décadas de mobilização e os principais eventos da Campanha Salarial 2011, entre outras matérias que recheiam suas 32 páginas.

Leia a Revista através do site do VIDA BANCÁRIA ou clique aqui.

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

Anúncio do pagamento dos PSS-2011 para o dia 16/01 irrita servidores

Posted by Armando em 11/01/2012

Notícia divulgada através do Twitter pelo Governo do Paraná sobre a efetivação do pagamento de verbas rescisórias e das férias proporcionais aos servidores contratados em 2011 pelo PSS (Processo Seletivo Simplificado) causou insatisfação geral. Comentários publicados no perfil do PSS no Facebook criticam a demora do Governo em acertar as contas com os servidores que tiveram seus contratos encerrados no final do ano.

Segundo informou a SEED (Secretaria Estadual de Educação), a Secretaria de Administração e Previdência agendou para o dia 16 de janeiro o pagamento das verbas rescisórias e férias proporcionais dos PSS. Na chiadeira geral não faltaram ataques à gestão do governador Beto Richa (PSDB), em especial por não ter cumprido promessas de campanha.

Outros servidores partiram para comparações entre seu governo e o de Jaime Lerner, de triste lembrança para os paranaenses. Em sua gestão, o Banestado e as principais rodovias do Estado foram privatizadas e a Copel só não teve o mesmo destino em função da mobilização geral que impediu que esse processo fosse consumado.

Na época, o então deputado estadual Beto Richa votou favoravelmente à venda da Companhia Paranaense de Energia Elétrica.

Posted in NOTÍCIA, SALÁRIOS SERVIDORES PARANÁ | Etiquetado: , | 3 Comments »

Guias do IPVA 2012 do Paraná já estão disponíveis

Posted by Armando em 05/01/2012

Clique no link para baixar as Guias do IPVA 2013

Os motoristas paranaenses iniciam 2012 com os boletos para pagamento do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) à mão. O documento deve chegar à residência dos contribuintes no final deste mês ou no início de fevereiro, mas quem preferir pode consultar o valor, as datas e formas de pagamento e baixar a guia desse imposto no site da Secretaria da Fazenda do Paraná.

O recolhimento pode ser feito, prioritariamente, no Banco do Brasil e no Itaú, bastando apresentar o número do Renavan (Registro Nacional de Veículos Automotores). Quem preferir pagar em outro banco ou na lotérica deve usar o boleto enviado pelo Correio ou baixar a guia correspondente a este serviço.

Segundo a Secretaria da Fazenda, o IPVA do Paraná deste ano teve uma redução em média de 6% a menos que no ano passado, em função da desvalorização dos veículos seminovos, já que as alíquotas permaneceram as mesmas.  O valor equivale a 2,5% do valor venal de veículos e de 1% para ônibus e caminhões.

Quem quiser quitar o imposto com desconto de 5% no mês de fevereiro deve consultar a Tabela de Vencimento, que leva em conta o número final da placa do veículo. O contribuinte também poderá pagar no mês de março o valor integral ou parcelar o pagamento em cinco vezes sem a bonificação. Neste caso, o atraso do recolhimento vai gerar multa de 0,33% ao dia.

Clique no link para baixar a Guia de Recolhimento do IPVA 2012. É só digitar o número do Renavan e as imagens de controle no campo apropriado. Na hora de imprimir o boleto preste atenção na opção de pagamento: se clicar em “Banco Conveniado” a guia só poderá ser paga no Banco do Brasil ou no Itaú; se você for pagar em outros bancos ou nas lotéricas clique no link “Qualquer Banco”.

Atualizada em 8/01/2012.

Posted in NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: