ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Entidades se mobilizam contra a corrupção em Londrina

Posted by Armando em 26/05/2012

A reunião do Movimento Popular contra a Corrupção em Londrina foi realizada no Sindicato dos Bancários

Esta semana, entidades da sociedade civil de Londrina se reuniram, divulgaram manifestos e definiram ações para combater a corrupção na Prefeitura e na Câmara Municipal. As diretorias da Acil (Associação Comercial e Industrial de Londrina), SRP (Sociedade Rural do Paraná) e Sinduscon (Sindicato da Indústria da Construção Civil) reivindicaram a apuração da verdade e agilidade das autoridades para investigar casos de corrupção no Poder Público Municipal, muitos deles sem respostas há mais de 10 anos, bem como os mais recentes, que envolvem vereadores, ex-secretários do prefeito Homero Barbosa Neto (PDT), um empresário e ex-diretores da Companhia Telefônica Sercomtel.

Destes, estão presos o ex-diretor de Planejamento da Sercomtel, Alysson Tobias de Carvalho, o ex-secretário de Gestão Pública e coordenador da campanha de reeleição de Barbosa Neto, Marco Cito, e o empresário Ludovico Bonato, acusados de participar do suborno ao vereador Amauri Cardoso (PSDB) para que o mesmo votasse contra a abertura de CP (Comissão de Processante) na Câmara contra o prefeito.

No dia 24 de maio, entidades da sociedade civil, profissionais de várias áreas, estudantes e empresários participaram da reunião do “Movimento popular contra a corrupção – Por amor a Londrina!”, realizada no Sindicato dos Bancários de Londrina. Na ocasião foi aprovado um Manifesto que reivindica ações políticas, ou seja, a mobilização dos londrinenses para pressionar a Justiça a investigar as pessoas envolvidas nas várias denúncias de corrupção na Prefeitura e na Câmara Municipal para recuperar a imagem da cidade e estabelecer a honestidade.

Na próxima quinta-feira (31/05), o Movimento estará reunido na sede da APP-Sindicato, em Londrina, para definir novos passos para combater a corrupção. Quem quiser participar desta mobilização pode acessar a página dos integrantes do Movimento contra a corrupção no seguinte endereço no Facebook: https://www.facebook.com/groups/poramoralondrina/

Leia abaixo o Manifesto do Movimento popular
contra a corrupção –
Por amor a Londrina!

Mais uma vez nossa cidade, Londrina, é inundada por um vendaval de lama. De novo a Prefeitura está na mira do Ministério Público e do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime). Novamente, o prefeito que deveria trabalhar para resolver os problemas da cidade é suspeito de estar envolvido em esquemas de corrupção.

Praticamente todos os dias, o rádio, o jornal e a tevê nos informam sobre formação de quadrilhas envolvendo membros do executivo e do legislativo. De desvio do dinheiro dos impostos que os londrinenses pagam para que a Prefeitura invista em saúde, educação, asfalto, saneamento básico, creche, enfim, tudo que deveria ser feito para melhorar a vida das pessoas.

Por amor a Londrina e fruto da indignação dos londrinenses honestos e trabalhadores, isto é, a maioria absoluta da população desta cidade, é lançado este movimento em nome da restauração da moralidade na Prefeitura e na Câmara de Vereadores. Para que os interesses eleitoreiros não se sobreponham aos interesses dos londrinenses.

É sabido que a Justiça brasileira trabalha numa velocidade muito aquém dos anseios e necessidades dos filhos desta pátria. Desta forma, não dá para esperar o andamento da Justiça, que seguirá seu curso e tempo normais. A cidade precisa, portanto, tomar uma decisão política, pois todos se lembram que Londrina teve que passar por um terceiro turno, em função da morosidade judicial.

Por amor a Londrina precisamos recuperar a honestidade, marca predominante dos mais de 500 mil londrinenses. Precisamos conhecer a VERDADE. A cidade onde nascemos ou fomos por ela adotados, onde criamos nossos filhos e brincamos com os netos precisa, urgente, retomar a trilha aberta pelos pioneiros que aqui chegaram no dia 20 de agosto de 1929. Que derrubaram a mata e iniciaram a construção da Metrópole do Norte do Paraná.

In memorian: George Craig Smith, Alexandre Razgulaeff, Alberto Loureiro, Erwin Frölich, Joaquim B. Barbosa, Spartaco Bambi, Geraldo Pereira Maia e os trabalhadores braçais que não tiveram seus nomes anotados para a posteridade. (Membros da caravana da Companhia de Terras Norte do Paraná, a primeira a chegar no local onde seria edificada a Pequena Londres, Londrina).”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: