ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Bancários renovam Acordo de Combate ao Assédio Moral

Posted by Armando em 27/11/2012

A Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro) assinou hoje (26/11), em São Paulo, o Acordo Coletivo de Trabalho com a Fenaban e os principais (maiores) bancos que operam no País que visa combater o assédio moral no setor financeiro. Conquistado com a mobilização dos bancários na Campanha Salarial 2010, este instrumento possibilita aos bancos a adesão ao Protocolo para Prevenção de Conflitos no Ambiente de Trabalho.

Segundo informa a edição desta semana do VIDA BANCÁRIA, jornal dos Sindicatos de Bancários de Londrina, Apucarana, Arapoti e Cornélio Procópio, a novidade deste ano é a adesão do Banco do Brasil. “Este é um importante canal de combate ao assédio moral no setor financeiro. Muitos bancários e bancárias ainda têm medo de utilizá-lo para formular denúncias, mas garantimos sigilo total às vítimas para evitar retaliações”, afirma Wanderley Crivellari, presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina.

Através deste canal, o bancário formula a denúncia de assédio moral junto ao Sindicato, que garante o sigilo do autor da mesma, repassando ao banco a reclamação. Este, por sua vez, tem o prazo de 60 dias para averiguar a postura de seus gestores e apresentar resposta sobre o que foi feito para coibir tal prática.

Além do Banco do Brasil, também aderiram ao Acordo o Itaú, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Santander, HSBC, Safra, BIC, Votorantim e o Citibank.

O VIDA desta semana destaca novo protesto do Sindicato dos Bancários de Londrina na maior agência do Banco Itaú em função do desligamento de dois funcionários nos últimos dias.

O jornal traz ainda detalhes a respeito de ação contra o Itaú, movida pela Afab (Associação dos Funcionários Aposentados do Banestado), pela restituição de valores ao Funbep (fundo de pensão dos funcionários do Banestado). O banco foi condenado pela 7ª Turma do Tribunal de Justiça do Paraná a pagar ao Plano I do fundo o valor de R$ 237 milhões.

“Apesar de ter reconhecido sua responsabilidade em arcar com esse déficit, o Itaú, que teve deduzido o valor na precificação do Banestado, deixou de cumprir este compromisso e passou a utilizar os recursos do próprio fundo para equilibrar as contas”, afirma Divonzir Lemos Carneiro, presidente do Sindicato dos Bancários de Cornélio Procópio.

Outra importante matéria do informativo dos bancários do Norte do Paraná traz um relato a respeito de reunião realizada no dia 23 de novembro, em Osasco (SP), entre dirigentes sindicais o Banco Bradesco e sua Seguradora. Na ocasião foram apresentados os números de novos credenciamentos de profissionais e clínicas que passaram a atender os Planos de Saúde e Dental dos funcionários.

Leia o VIDA BANCÁRIA na íntegra clicando nos links abaixo:

Capa

Pág. 2

Pág. 3

Pág. 4

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: