ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Archive for agosto \22\-03:00 2013

CUT e centrais conseguem reabrir negociação sobre o Fator Previdenciário

Posted by Armando em 22/08/2013

Carteira de Trabalho miniA CUT e demais Centrais Sindicais conseguiram reabrir oficialmente ontem (21/08), em Brasília, as negociações com o Governo Federal sobre o Fator Previdenciário. O ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, afirmou que em 60 dias o Governo terá uma proposta formal e oficial para a questão. 

Esta definição ocorreu durante reunião que teve as presenças do presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, representantes das demais Centrais, os ministros Gilberto Carvalho e Garibaldi Alves (Previdência Social) e Manoel Dias (Trabalho).

Durante esses dois meses, grupos de trabalhado representando as partes envolvidas na negociação vão se reunir para debater informações, dados, pesquisas e levantamentos que serão feitos pelo Ministério da Previdência e outros órgãos técnicos. Os encontros ocorrerão a cada 20 dias. A fórmula 85/95 é uma das possibilidades para iniciar a discussão do fator previdenciário.

Para Vagner Freiras, o Governo chamou a mesa não apenas por uma questão de sensibilidade, mas também por conta das recentes mobilizações realizadas pela CUT e a paralisação nacional que está agendada para o próximo dia 30 de agosto para pressionar a discussão da pauta da Classe Trabalhadora. 

Segundo o presidente da CUT, o debate e as negociações entre as Centrais e o Governo precisarão estar embasados em dados que serão amplamente divulgados discutidos com a base, para que os trabalhadores saibam e concordem.

Fonte: CUT

Posted in DIREITOS DO TRABALHADOR, NOTÍCIA | Etiquetado: | Leave a Comment »

Mobilização das Centrais adia votação do PL 4330

Posted by Armando em 15/08/2013

Logo NÃO Á TERCEIRIZAÇÃO maiorA mobilização das Centrais Sindicais no início desta semana, em Brasília, resultou no adiamento da votação do PL (Projeto de Lei) 4330, que precariza ainda mais a vida dos trabalhadores terceirizados, para o dia 3 de setembro. A matéria tem forte lobby dos patrões e seria votada ontem (14/08) na CCJC (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) da Câmara dos Deputados.

Segundo declarou o presidente da CUT Nacional, Vagner Freitas, à vice-presidência da Câmara após a decisão da CCJC, o adiamento servirá como estratégia para melhorar o texto, tendo em vista que a sua aprovação não representa a vontade dos trabalhadores brasileiros. “Do ponto de vista da opinião pública, esse projeto é muito ruim para a imagem do Congresso Nacional. Nossa proposta é  melhorar o texto, dando garantias aos trabalhadores ou o conseguir o seu arquivamento e início de uma nova rodada de conversas”, disse Vagner Freitas.

“Queremos fazer um debate mais apropriado, que não ofereça apenas segurança jurídica para o empresário. A regulamentação da terceirização não pode piorar a legislação que temos hoje. Com esse tempo (adiamento), esperamos que o texto não coloque amarras nos trabalhadores, que tenha um melhor conceito de especialização, contratos de trabalho, tempo de duração do contrato com regras claras, salários dignos e decentes”, explicou o presidente nacional da CUT.

A mobilização das Centrais Sindicais ocorreu na terça e na quarta-feira, com a presença de milhares de manifestantes na Capital Federal.

Mesa quadripartite

 Os dirigentes sindicais devem se reunir no dia 19 de agosto, em Brasília, para mais uma rodada de negociação da mesa quadripartite, composta por representantes dos trabalhadores, patrões, parlamentares e Governo. As Centrais querem mais tempo para discutir o texto do PL 4330.

Para pressionar avanços nesta discussão, a CUT programou nova mobilização para o dia 30 de agosto, quando deverão ocorrer protestos em todo o país contra a regulamentação da terceirização sem as mínimas garantias de direitos aos trabalhadores.

Fonte: CUT NACIONAL

Posted in DIREITOS DO TRABALHADOR, NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Bancários colocam Campanha Salarial nas ruas

Posted by Armando em 07/08/2013

Vida1278CapaA categoria bancária já está com a Campanha Salarial 2013 nas ruas. Com data-base em 1º de setembro, os trabalhadores do setor mais lucrativo do País reivindicam reajuste de 11,93%, que contempla a reposição da inflação acumulada nos últimos 12 meses mais aumento real de salários, Participação nos lucros de três salários mais o valor de R$ 5.553,15, além de melhores condições de saúde e segurança.

De acordo com a edição desta semana do jornal VIDA BANCÁRIA, produzido pelos Sindicatos de Bancários de Londrina, Apucarana, Arapoti e Cornélio Procópio, a Minuta de Reivindicações foi entregue à Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), ao Banco do Brasil e à Caixa Econômica Federal no dia 30 de julho. A primeira rodada de negociação com a Fenaban ocorrerá amanhã (8/08).

O presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina, Wanderley Crivellari, afirma que a Campanha não visa apenas avanços salariais e condições de trabalho nos bancos, mas também contrapartidas do setor mais lucrativo da sociedade para o país.

“Este ano voltamos a cobrar a responsabilidade social dos bancos no sentido de que ampliem os postos de trabalho na categoria para gerar novos empregos, melhorar a distribuição de rende, bem como o atendimento ao público. Mas também queremos a realização de uma Conferência para discutir a Regulamentação do Sistema Financeiro Nacional e defendemos a Reforma Tributária, como forma de combater as injustiças e estabelecer a progressividade na cobrança dos impostos”, adianta Wanderley.

Veja as principais reivindicações

> Reajuste salarial de 11,93%, composto de 5% de aumento real, além da inflação projetada de 6,6%.

> PLR: três salários mais R$ 5.553,15.

> Piso: R$ 2.860,21 (salário mínimo do Dieese).

> Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 678 ao mês para cada (salário mínimo nacional).

> Melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral.

> Emprego: fim das demissões, mais contratações, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações, especialmente ao PL 4330 que precariza as condições de trabalho, além da aprovação da Convenção 158 da OIT, que proíbe as dispensas imotivadas.

> Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários.

> Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós-graduação.

> Prevenção contra assaltos e sequestros, com o fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários.

> Igualdade de oportunidades para bancários e bancárias, com a contratação de pelo menos 20% de trabalhadores afrodescendentes.

Clique nos links para ler a edição desta semana do VIDA BANCÁRIA:

Capa

Pág. 2

Pág. 3

Pág. 4

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: