ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Archive for outubro \16\-03:00 2013

PSS/PR – Veja os valores dos salários vigentes em setembro/2013 com o aumento de 0,6%

Posted by Armando em 16/10/2013

Logo PSSEntre as várias dúvidas que pairam a respeito do PSS (Processo de Seleção Simplificado), do Governo do Estado do Paraná, uma que ganha destaque é a remuneração. No perfil do PSS no Facebook, ao responder dúvida de um leitor, a Secretaria de Educação postou a tabela de vencimento dos professores, que reproduzo aqui para consulta dos demais a respeito dos salários praticados nesta modalidade de contratação.

Segundo afirmou o Governo do Paraná no Facebook, o salário do professor para a jornada de 20 e 40 horas aula é a mesma do ingresso na carreira, conforme demonstra a Tabela  de Vencimentos. A mesma não foi atualizada com o repasse dos 0,6%.

Clique no link para ver a Tabela do PSS corrigida com o índice de 0,6%

Magistério recebe aumento

O Governo do Paraná concedeu em setembro 0,6% de aumento salarial ao pessoal da Rede Estadual de Educação, retroativo a maio. Na folha deste mês de outubro, segundo informou a Agência Estadual de Notícias, será paga a última parcela, de 3,94%, referente à equiparação salarial dos profissionais do Magistério em relação aos demais servidores de nível técnico superior do Estado. Este índice diz respeito ao compromisso do Governo Beto Richa (PSDB) de instituir o Piso Nacional dos professores.

A demora na aplicação dos aumentos mobilizou os professores, que ameaçaram deflagrar greve nos dias 10 e 11 de outubro para pressionar os pagamentos. A APP Sindicato mantém a luta da categoria e programou atividades para os dias 28 e 29 de outubro com o objetivo de cobrar do Governo do Estado o pagamento dos retroativos das promoções.

Fonte: Agência de Notícias/ PR e APP Sindicato

Posted in NOTÍCIA | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Bancários ampliam conquistas com greve nacional de 23 dias

Posted by Armando em 14/10/2013

Bancaria valeu maiorA categoria bancária está encerrando a Campanha Salarial 2013 com um resultado positivo, obtido graças à greve nacional que chegou a paralisar 12.140 agências e Centros Administrativos dos bancos no último dia 11 de outubro.

A greve foi deflagrada para combater a intransigência dos banqueiros, que ofereceram, depois de três rodadas de negociações, um reajuste de apenas 6,1%.Com a força da greve, a categoria conquistou 8% de reajuste nos salários, o que representa a reposição das perdas com a inflação desde a última data-base mais  1,82% de aumento real, e 8,5% de reajuste nos pisos. Este índice agrega nos pisos 2,29% de ganho real.

Dispostos a congelar a PLR (Participação nos Lucros e Resultados), os bancos voltaram a trás e concederam 10% de reajuste na Regra Básica e elevaram de 2% para 2,2% o montante do lucro líquido a ser distribuído aos funcionários a título de PLR Adicional.

Nos últimos 10 anos, a garra dos bancários e bancárias garantiu sucessivos índices de aumento real nos salários e nos pisos, que somam, respectivamente, 18,33% e 38,7%.

Além dos avanços econômicos, foram agregados novos direitos à CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) 2013/2014, como, por exemplo, o Abono-assiduidade, o Vale-cultura e o não desconto do Adiantamento Emergencial para os afastados para tratamento de saúde, entre outros avanços.

O Comando Nacional dos Bancários também finalizou as negociações específicas com as diretorias do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, garantindo vantagens adicionais aos funcionários destes dois bancos públicos federais brasileiros.

VEJA AS PRINCIPAIS CONQUISTAS DOS BANCÁRIOS

 Reajuste: 8,0% (1,82% de aumento real).

 Pisos: Reajuste de 8,5% (ganho real de 2,29%). 
– Piso de portaria após 90 dias: R$ 1.148,97.
– Piso de escriturário após 90 dias: R$ 1.648,12.
– Piso de caixa após 90 dias: R$ 2.229,05 (que inclui R$ 394,42 de gratificação de caixa e R$ 186,51 de outras verbas de caixa). 

PLR regra básica: 90% do salário mais valor fixo de R$ 1.694,00 (reajuste de 10%), limitado a R$ 9.087,49. Se o total apurado ficar abaixo de 5% do lucro líquido, será utilizado multiplicador até atingir esse percentual ou 2,2 salários (o que ocorrer primeiro), limitado a R$ 19.825,86.

PLR parcela adicional: aumento de 2% para 2,2% do lucro líquido distribuídos linearmente, limitado a R$ 3.388,00 (10% de reajuste). 

Antecipação da PLR até 10 dias após assinatura da Convenção Coletiva: na regra básica, 54% do salário mais fixo de R$ 1.016,40, limitado a R$ 5.452,49. Da parcela adicional, 2,2% do lucro do primeiro semestre, limitado a R$ 1.694,00. O pagamento do restante será feito até 3 de março de 2014.

Auxílio-refeição: de R$ 21,46 para R$ 23,18 por dia.

Cesta-alimentação: de R$ 367,92 para R$ 397,36.

13ª cesta-alimentação: de R$ 367,92 para R$ 397,36.

 Auxílio-creche/babá: de R$ 306,21 para R$ 330,71 (para filhos até 71 meses). E de R$ 261,95 para R$ 282,91(para filhos até 83 meses).

Requalificação profissional – de R$ 1.047,11 para R$ 1.130,88.

Adiantamento emergencial – Não devolução do adiantamento emergencial de salário para os afastados que recebem alta do INSS e são considerados inaptos pelo médico do trabalho em caso de recurso administrativo não aceito pelo INSS.

Gestores ficam proibidos de enviar torpedos aos celulares particulares dos bancários cobrando cumprimento de resultados. 

Abono-assiduidade – 1 dia de folga remunerada por ano.

Vale-cultura – R$ 50,00 mensais para quem ganha até 5 salários mínimos, conforme Lei 12.761/2012.

Prevenção de conflitos no ambiente de trabalho – Redução do prazo de 60 para 45 dias para resposta dos bancos às denúncias encaminhadas pelos sindicatos, além de reunião específica com a Fenaban para discutir aprimoramento do programa.

Adoecimento de bancários  – Constituição de grupo de trabalho, com nível político e técnico, para analisar as causas dos afastamentos.

Dias parados – Compensação de  1 (uma) hora por dia, de segunda a sexta-feira, até o dia 15 de dezembro de 2013. Após esta data as horas não compensadas serão anistiadas.

Fonte: VIDA BANCÁRIA

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Federação dos bancos agenda negociação com bancários para discutir nova proposta

Posted by Armando em 09/10/2013

A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) entrou em contato com o Comando Nacional dos Bancários agendando nova reunião de negociação para amanhã (10/10), às 10 horas, em São Paulo, quando deverá ser apresentada nova proposta para acabar com  a greve dos bancários. A paralisação nacional da categoria completa 21 dias hoje (9/10).

Assembleias realizadas na segunda-feira (7/10) em todo o país rejeitaram a proposta de reajuste salarial de 7,1% e aumento do piso em 7,5%, apresentada pelos bancos na última sexta-feira (4), que foi considerada insuficiente pela categoria.

A Contraf-CUT enviou ontem um ofício do Comando Nacional à Fenaban, comunicando a decisão das assembleias e reiterando que “permanece à disposição para continuar as negociações para a apresentação de uma proposta satisfatória dos bancos, que atenda de fato às reivindicações econômicas e sociais da categoria”.

“A continuidade das negociações é fruto da intensa mobilização dos bancários, que estão vencendo o cansaço, mostrando uma extraordinária disposição de enfrentamento, combatendo as práticas antissindicais dos bancos e fazendo a maior greve da categoria dos últimos 20 anos”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional.

Cordeiro afirma que a expectativa dos bancários é que os bancos apresentem uma nova proposta que atenda as reivindicações de aumento real, valorização do piso, PLR melhor, proteção ao emprego, melhores condições de trabalho, mais segurança e igualdade de oportunidades”, destaca. “Com os lucros de R$ 59,7 bilhões entre os meses de junho de 2012 e 2013, sobram recursos para compensar o trabalho e a dignidade dos bancários”, sustenta.

Fonte: Contraf-CUT

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , | 1 Comment »

Assembleia dos professores do Paraná aprova greve para dias 10 e 11/10

Posted by Armando em 02/10/2013

nova_logowebOs professores e funcionários da rede estadual, deliberaram, em Assembleia realizada pela APP-Sindicato  no dia 28 de outubro, em Curitiba, um calendário de lutas para o mês de outubro, que visa pressionar o Governo do Estado a pagar os atrasados em folha complementar no dia 4, como forma de evitar mais um calote de Beto Richa.

Foi decidido que caso o Governo não pague os valores prometidos será montado acampamento em frente ao Palácio Iguaçu, nos dias 7 a 9 de outubro, e deflagrada greve por tempo determinado nos dias 10 e 11.

Segundo a presidente da APP-Sindicato, professora Marlei Fernandes de Carvalho, a categoria sai da Assembleia com força e união para empreender a série de atividades no mês de outubro.

Na avaliação da APP-Sindicato, as decisões tomadas na Assembleia fortalecerão ainda mais a luta da categoria, que deixou bem evidente ao Governo Richa que não aceitará nenhum calote.

Além do  pagamento dos atrasados no dia 4, professores e funcionários continuarão cobrando todos os atrasados e outras reivindicações, como a saúde, o cargo de 40 horas, alteração nos contratos PSS (Processo Seletivo Simplificado), enquadramento dos aposentados, adequações na carreira do professor, entre outros.

Moções – A Assembleia dos funcionários da Educação do Paraná  aprovou Moções de Apoio à greve dos bancários, dos trabalhadores dos Correios e da Sanepar e uma Moção contra o leilão do campo petrolífero de Libra e pelo investimento integral dos recursos do pré-sal em áreas sociais.

 Fonte: APP-Sindicato

Posted in APP-SINDICATO, NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: