ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Bancários finalizam Campanha 2014 com aumento real nos salários pelo 11º ano consecutivo

Posted by Armando em 08/10/2014

Foto Assembleia bancários Londrina 06102014 maior

Com apenas quatro dias de greve, categoria conseguiu dos bancos propostas com vantagens salariais, medidas para conter o assédio moral e outros avanços

Em Assembleias realizadas no início desta semana pelos Sindicatos em todo o país, bancários da rede privada, do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal aprovaram as propostas da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e as específicas dos dois maiores bancos públicos, conquistadas com a força da paralisação nacional da categoria iniciada no dia 30 de setembro.

A CCT (Convenção Coletiva de Trabalho), com vigência entre 1º de setembro de 2014 e 31 de agosto de 2015, será assinada pela Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro) e a Fenaban na próxima segunda-feira (13/10), em São Paulo, encerrando assim a Campanha Nacional Unificada deste ano.

> Clique aqui para ver a proposta global da Fenaban.

> Clique aqui para ver a proposta específica do BB.

> Clique aqui para ver a proposta específica da Caixa.

Na luta por avanços nas negociações específicas, a greve continua no Banco do Nordeste do Brasil (BNB). O movimento segue igualmente no Banco da Amazônia, onde os funcionários do Pará rejeitaram em assembleia a nova proposta apresentada pela instituição na terça-feira (7/10). 

No Rio Grande do Sul, segue a greve no Banrisul. Os funcionários também rejeitaram em assembleia ocorrida em Porto Alegre e vários Sindicatos do interior gaúcho a proposta apresentada pelo banco durante negociações nesta terça-feira.

Aumento real pelo 11º ano consecutivo

A proposta da Fenaban aprovada pela categoria bancária prevê reajuste dos salários e demais verbas em 8,5% (aumento real de 2,02%), do piso salarial em 9% (2,49% acima da inflação). Com isso, o índice de aumento real acumulado chega a 20,7% nos salários e 42,1% nos pisos desde 2004, período em que todos os anos conquistaram aumento acima da inflação.

> Clique aqui para ver o gráfico comparativo feito pelo Dieese. 

Já o vale-refeição sobe 12,2%, o que representa 5,5% de aumento real. Assim, somados vale-refeição (R$ 26 ao dia ou R$ 572 ao mês) e vale-alimentação (R$ 431,16 ao mês) atingem um ganho mensal de R$ 1.003,00 para cada bancário e bancária. 

Além disso, a proposta traz avanços não econômicos, como mecanismos de combate às metas abusivas e ao assédio moral, que deverão contribuir na luta contra o adoecimento e o afastamento de bancários. 

Para o presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional dos Bancários, Carlos Cordeiro, “os bancários conquistaram com mais uma greve aumento real pelo 11º ano consecutivo, além de avanços importantes em relação às condições de trabalho, principalmente no combate às metas abusivas e ao assédio moral, bem como avanços nas negociações específicas com BB e Caixa, graças à unidade nacional e à capacidade e força de mobilização”.

Fonte: Contraf-CUT

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: