ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

Projetos de Beto Richa na AL rebaixam direitos dos servidores

Posted by Armando em 05/02/2015

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), enviou à Assembleia Legislativa ontem (4/02) os projetos de lei 001/2015 e 002/2015, que estabelecem mudanças em diversos direitos dos servidores estaduais. As medidas visam reduzir gastos com pessoal e tramitarão em regime de urgência na AL.

Um dos projetos prevê alterações nas regras de promoções e de progressão do QPM (Quadro Próprio do Magistério) e também do QFEB (Quadro de Funcionários da Educação Básica). Com isso, o governador quer cortar as vantagens que os professores conquistam ao longo dos anos e dificultar ao máximo a elevação dos seus salários.

Na avaliação da APP Sindicato, as mudanças propostas pelo governador destroem as carreiras do QPM e QFEB, dificultando a ascensão profissional dos professores estaduais.

Não bastasse essas maldades, os projetos de Beto Richa trazem ainda mudanças no cálculo do Auxílio-transporte de todos os servidores estaduais, além de cortar este benefício para quem sair de férias ou de licença.

Outro importante direito que está em risco é a aposentadoria. O governador tucano quer acabar com a ParanáPrevidência e se apoderar dos recursos que esta entidade tem em caixa para pagar os benefícios dos servidores.

A intenção dele é criar a PREVCOM PARANÁ, uma entidade de previdência fechada, que passará a administrar a aposentadoria de todos os servidores do Estado. Se esse projeto de lei for aprovado pelos deputados, o limite de aposentadoria dos servidores públicos estaduais será feito pelo teto do Regime Geral de Previdência Social, que atualmente está fixado em R$ 4, 6 mil mensais.

Como miséria pouco é bobagem, nas mensagens enviadas para apreciação dos deputados Richa também quer mudar o quinquênio, adicional por tempo de serviço, no qual o servidor hoje recebe reajuste de 5% no salário a cada cinco anos trabalhados. O governador quer reduzir o anuênio para míseros 0,1% ao ano, jogando por terra este direito que serve para valorizar a carreira do servidor estadual.

Mobilização dos servidores

Para impedir que o governador Beto Richa consiga aprovar esses dois projetos na Assembleia Legislativa, a APP Sindicato e outras entidades sindicais estão convocando os servidores a comparecerem em peso nas sessões daquela casa para pressionar os deputados e garantir a manutenção destes direitos essenciais, que podem cair por terra se não houver reação.

A APP Sindicato discutirá os ataques que o governo do Paraná está fazendo contra os professores e demais servidores da Educação em Assembleia Geral, a ser realizada no dia 7 de fevereiro, em Guarapuava.

Em Londrina, hoje (5/02), o SindiprolAduel realizou Assembleia no Auditório do Centro de Ciências Humanas, para discutir estratégias contra a retirada de direitos dos professores das Universidades Estaduais.

Amanhã (6/02), a Assuel, Sindicato dos servidores da UEL discutirão em Assembleia a organização de greve geral em conjunto com as demais categorias afetadas pelos pacotes de maldades lançados por Beto Richa.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: