ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

  • AGENDA

    setembro 2017
    S T Q Q S S D
    « ago    
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930  
  • Assinar

  • Visitas ao Blog

    • 1,115,702 acessos

Archive for the ‘APP-SINDICATO’ Category

Beto Richa tenta aprovar na marra ‘pacotaço’ contra os servidores do Paraná

Posted by Armando em 11/02/2015

Foto greve servidores pr 10022015

Os grevistas ocuparam a Assembleia Legislativa ontem (10/02), logo após a aprovação do “tratoraço” de Beto Richa

Com apoio de 34 deputados aliados, o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), conseguiu aprovar ontem (10/02), no plenário da AL (Assembleia Legislativa do Paraná), em Curitiba, a admissibilidade dos projetos de lei 001/2015 e 002/2015, que provocam redução nos direitos dos servidores públicos estaduais.

Numa rápida votação, feita com as galerias da AL lotadas por grevistas, foi aprovada proposta de transformar o plenário daquela casa em Comissão Geral, possibilitando que seja aprovado em regime de urgência os dois projetos. Votaram contra 19 deputados e um se absteve.

Após esta decisão, favorável aos interesses do governador, professores e servidores ocuparam o prédio da AL. Na manhã de hoje (11/02), a Justiça determinou a reintegração de posse e a Polícia Militar está prestes a invadir o prédio para retirar os grevistas.

Sempre contrário ao diálogo com os Sindicatos representativos do funcionalismo público estadual, Beto Richa, está em lugar desconhecido. A presidência da Assembleia Legislativa pensa em realizar a votação do “pacote de maldades” em outro local, sem que seja permitida a entrada dos grevistas.

A mobilização dos servidores do Paraná tem recebido apoio de diversas entidades, câmaras de vereadores e da população, que tem se manifestado contrária ao ataque aos direitos, bem como ao sucateamento do setor de Educação, o que será mais prejudicado com as medidas pretendidas pelo governador tucano.

Veja abaixo como os deputados do Paraná votaram o “pacotaço” de Beto Richa:

A FAVOR

Alexandre Curi (PMDB)
Alexandre Guimarães (SC)
André Bueno (PDT)
Artagão Júnior (PMDB)
Bernardo Ribas Carli (PSDB)
Cantora Mara Lima (PSDB)
Cláudia Pereira (PSC)
Cobra Repórter (PSC)
Cristina Silvestri (PSC)
Dr. Batista (PMN)
Elio Rusch (DEM)
Evandro Júnior (PSDB)
Felipe Francischini (SD)
Fernando Scanavaca (PDT)
Francisco Bührer (PSDB)
Gilson de Souza (PSC)
Guto Silva (PSC)
Hussein Bakri (PSC)
Jonas Guimarães (PMDB)
Luiz Carlos Martins (PSD)
Luiz Cláudio Romanelli (PMDB)
Márcio Nunes (PSC)
Maria Victória (PP)
Mauro Moraes (PSDB)
Missionário Ricardo Arruda (PSC)
Nelson Justus (DEM)
Palozi (PSC)
Paulo Litro (PSDB)
Pedro Lupion (DEM)
Plauto Miró (DEM)
Schiavinato (PP)
Tiago Amaral (PSB)
Tião Medeiros (PTB)
Wilmar Reichembach (PSC)

Contra o pacotaço de maldades

Adelino Ribeiro (PSL)
Ademir Bier (PMDB)
Anibelli Neto (PMDB)
Chico Brasileiro (PSD)
Evandro Araújo (PSC)
Gilberto Ribeiro (PSB)
Márcio Pacheco (PPL)
Márcio Pauliki (PDT)
Nelson Luersen (PDT)
Nereu Moura (PMDB)
Ney Leprevost (PSD)
Paranhos (PSC)
Pastor Edson Praczyk (PRB)
Péricles de Mello (PT)
Professor Lemos (PT)
Rasca Rodrigues (PV)
Requião Filho (PMDB)
Tadeu Veneri (PT)
Tercílio Turini (PPS)

Voto minerva
Ademar Traiano (PSDB) não votou porque presidia a sessão

 Fonte: APP Sindicato e Blog do Esmael
Anúncios

Posted in APP-SINDICATO, NOTÍCIA | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Servidores do Paraná deflagram greve contra “pacotaço” do governador Beto Richa

Posted by Armando em 08/02/2015

Foto Assembleia APP Sindicatoa 07022015 maiorEm Assembleias realizadas neste final de semana em diversas cidades do Paraná, servidores públicos estaduais aprovaram deflagração de greve por tempo indeterminado contra o “pacote de maldades” lançado pelo governador Beto Richa (PSDB) neste início de ano.

A Assembleia Geral da APP Sindicato, realizada ontem (7/02), em Guarapuava, aprovou a deflagração de greve geral, por tempo indeterminado, a partir de segunda-feira (9/02). Estiveram presentes cerca de 10 mil pessoas. O movimento deve comprometer o retorno às aulas, amanhã, em mais de 2,1 mil escolas públicas estaduais.

Esta decisão tem por objetivo pressionar o governo a rever os ataques aos direitos dos servidores da Educação e aos demais, que sofreram calotes nos salários, no pagamento do terço de férias e podem ter rebaixadas conquistas históricas, como, por exemplo, o adicional por tempo de serviço (quinquênio), auxílio-transporte, Licença-especial, entre outros.

Além dos professores, servidores e técnicos administrativos da Rede Estadual de Ensino e da IEEs (Instituições Estaduais de Ensino Superior), também cruzará os braços o pessoal da saúde, com a paralização das atividades a partir do dia 12 de fevereiro.

Pressão constante

Entre outras atividades de pressão pela manutenção de conquistas históricas, que estão em risco com o “pacote de maldade” de Beto Richa, os servidores farão acampamento a partir da semana que vem em frente ao Palácio Iguaçu e da AL (Assembleia Legislativa). Os professores também farão contatos com os deputados estaduais em suas bases, cobrando a não aprovação dos projetos de lei enviados pelo governador à AL, que propõem os ataques aos direitos.

Neste final de semana, policiais militares e bombeiros que atuam na Operação Verão, com atividades no litoral paranaense, realizaram protestos denunciando o governo do Paraná pela falta de pagamento das diárias.

Falta de respeito

Segundo divulgou o Blog do Esmael, a primeira-dama e secretária de Estado da Família, Fernanda Richa, exprimiu através das Redes Sociais na sexta-feira (6/02) a média do pensamento do governo Beto Richa acerca da educação no Paraná.

Em postagens no Facebook e Instagram, a mulher do governador sugeriu que “os professores paranaenses tiveram 60% de reajuste salarial e 50% de hora-atividade, mas, mesmo assim, o Ideb caiu no período Richa”.

De acordo com Esmael, isto “não é exatamente como imagina a primeira-dama e o governo Richa como um todo. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2013 caiu da primeira para a 11ª posição no ranking nacional porque o governo do vem sucateando da educação como nunca na história do Paraná.”

Postagens no site da Secretaria de Educação do Paraná a estratégia é a mesma, divulgar diversas notas referentes a reajustes concedidos, implantação da hora-atividade e outros, sem no entanto mencionar a crise que se abate sobre o setor.

Tentando com isso jogar a culpa nos professores pela queda no rendimento dos estudantes, a primeira-dama, da mesma forma como o governo de seu marido, não mencionou os motivos que está levando a classe à greve. Nenhum comentário a respeito do calote no terço de férias e nas rescisões trabalhistas dos professores PSS e nada também sobre a ameaça de extinguir conquistas como os quinquênios, auxílio-transporte e de comprometer a aposentadoria dos servidores públicos efetivos.

“No Palácio Iguaçu reina o pensamento, segundo qual, professores e funcionários públicos efetivos têm de ser tratados no cacete para baixarem a crista. Acham os palacianos que se o profissional for massacrado economicamente fica mais dócil, mais fácil de lidar”, avaliou o jornalista Esmael Morais.

Fonte: APP Sindicato e Blog do Esmael

Posted in APP-SINDICATO, NOTÍCIA | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Secretaria da Educação do Paraná suspende distribuição de aulas dos PSS em 2015

Posted by Armando em 28/01/2015

Logo PSSPor conta da grave crise financeira instalada nas contas do Governo do Paraná há algum tempo, diversos setores estão sendo prejudicados, em especial os professores contratados pelo sistema PSS (Processo Seletivo Simplificado). Eles foram penalizados com o atraso do pagamento referente ao mês de dezembro de 2014, pago somente no último dia 8 de janeiro e muitos com contratos vencidos estão aguardando o acerto das rescisões.

Agora, a Seed (Secretaria Estadual de Educação) afirmou à direção da APP Sindicato que a distribuição de aulas para o ano letivo de 2015 foi suspensa devido a readequações na estrutura das escolas. Na reunião realizada ontem (27/01), em Curitiba, a Seed disse que não há previsão de que uma empresa realize a contratação destes profissionais e que o próprio orgão, através dos Núcleos Regionais de Educação, fará esta distribuição assim que for autorizada.

“Reafirmamos a importância da distribuição de aulas aos PSS o quanto antes, assim como a posse dos novos concursados, o que possibilita sua participação na semana pedagógica. O atraso nestes processos interfere diretamente no dia a dia da escola, prejudicando o processo de aprendizagem e a organização das unidades escolares”, afirma o professor Hermes Leão, presidente da APP Sindicato.

A entidade também está pressionando o governador Beto Richa (PSDB) a cumprir a pauta de reivindicações financeiras. No dia 23 de janeiro, a APP esteve reunida com o secretário de Educação, Fernando Xavier Ferreira, quando foram cobradas respostas para as pendências, em especial as relacionadas ao pagamento do 1/3 de férias e das rescisões dos PSS.

Entre outros pontos foi reivindicada a regularização do repasse do fundo rotativo, repasse do Auxílio-alimentação para os funcionários das escolas, pagamento das progressões e promoções das professoras e funcionários, que já soma cerca de R$ 70 milhões. Insistiu-se, ainda, no cumprimento do reajuste de salários dos professores conforme índice aplicado ao piso nacional de 13,01%.

Fonte: APP Sindicato

Posted in APP-SINDICATO, NOTÍCIA | Etiquetado: | Leave a Comment »

Pessoal do Magistério do Paraná deve deflagrar greve a partir do dia 23/04

Posted by Armando em 21/04/2014

Ilustra greve geral APP 2014Professores e demais servidores da área da Educação do Paraná devem deflagrar greve por tempo indeterminado a partir de quarta-feira (23/04), seguindo a deliberação da Assembleia Geral realizada no dia 29 de março em Curitiba.

Além de paralisar as aulas, os servidores montarão acampamento em frente ao Palácio Iguaçu, sede do Governo do Paraná, para exigir o cumprimento de pendências das últimas rodadas de negociação.

As principais reivindicações dizem respeito a um novo modelo de atendimento à saúde prestado pelo SAS; implementação dos 33% de hora-atividade para o Magistério; melhorias nos direitos dos servidores contratados através do PSS (Processo Seletivo Simplificado); e o não desconto do auxílio-transporte dos professores e servidores da Educação que faltarem ao serviço

Clique aqui para ver a pauta de reivindicaçlões completa.

Fonte: APP Sindicato

Posted in APP-SINDICATO, NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Assembleia dos professores do Paraná aprova greve para dias 10 e 11/10

Posted by Armando em 02/10/2013

nova_logowebOs professores e funcionários da rede estadual, deliberaram, em Assembleia realizada pela APP-Sindicato  no dia 28 de outubro, em Curitiba, um calendário de lutas para o mês de outubro, que visa pressionar o Governo do Estado a pagar os atrasados em folha complementar no dia 4, como forma de evitar mais um calote de Beto Richa.

Foi decidido que caso o Governo não pague os valores prometidos será montado acampamento em frente ao Palácio Iguaçu, nos dias 7 a 9 de outubro, e deflagrada greve por tempo determinado nos dias 10 e 11.

Segundo a presidente da APP-Sindicato, professora Marlei Fernandes de Carvalho, a categoria sai da Assembleia com força e união para empreender a série de atividades no mês de outubro.

Na avaliação da APP-Sindicato, as decisões tomadas na Assembleia fortalecerão ainda mais a luta da categoria, que deixou bem evidente ao Governo Richa que não aceitará nenhum calote.

Além do  pagamento dos atrasados no dia 4, professores e funcionários continuarão cobrando todos os atrasados e outras reivindicações, como a saúde, o cargo de 40 horas, alteração nos contratos PSS (Processo Seletivo Simplificado), enquadramento dos aposentados, adequações na carreira do professor, entre outros.

Moções – A Assembleia dos funcionários da Educação do Paraná  aprovou Moções de Apoio à greve dos bancários, dos trabalhadores dos Correios e da Sanepar e uma Moção contra o leilão do campo petrolífero de Libra e pelo investimento integral dos recursos do pré-sal em áreas sociais.

 Fonte: APP-Sindicato

Posted in APP-SINDICATO, NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Mobilização dos servidores do Paraná garante reajuste em parcela única

Posted by Armando em 29/05/2013

A mobilização dos servidores públicos estaduais do Paraná, realizada ontem (28/05), na Alep (Assembleia Legislativa dos Paraná), em Curitiba, garantiu o pagamento do reajuste de 6,49% seja feito em parcela única. A pressão foi organizada pelo FES (Fórum das Entidades Sindicais) levou diversos servidores a ocuparem as galerias do Plenário da Alep para acompanhar a votação do projeto de lei nº 211/2013, de autoria do governo Beto Richa (PSDB), que previa o paga o pagamento parcelado em duas vezes.

O reajuste, referente às perdas salariais acumuladas nos últimos 12 meses, será retroativo a 1º de maio, mantendo a data-base dos servidores paranaenses. As demais emendas apresentadas pelo FES foram rejeitadas. 

Professores – A APP-Sindicato iniciou uma jornada de luta dos professores da Rede Estadual de Ensino para cobrar do governador o compromisso assumido de a diferença entre o percentual da data-base e o do Piso Salarial Profissional Nacional no Paraná, no percentual de 7,115%.

O líder do governo na Alep, Ademar Traiano, afirmou à direção da APP que o piso dos professores não foi esquecido e que será encaminhada uma solução a respeito disso nos próximos dias.

Fonte: APP-Sindicato

Posted in APP-SINDICATO, SALÁRIOS SERVIDORES PARANÁ | Etiquetado: | Leave a Comment »

Professores do Magistério do PR recebem reajuste salarial

Posted by Armando em 26/09/2012

O Governo do Paraná pagou no dia 14 de setembro, em folha complementar, o reajuste de 6,66%, estabelecido pela Lei Complementar 150/2012, a cerca de 75 mil professores da Rede Estadual de Ensino, como forma de promover a equiparação salarial aos demais servidores que possuem nível superior. O valor recebido levou em conta as diferenças retroativas a julho deste ano.

No mês de outubro serão aplicados mais 6,65%, conforme compromisso assumido pelo governador Beto Richa (PSDB) de adequar a remuneração da categoria ao Piso Nacional dos Professores. Segundo divulgou a Agência de Notícias do Governo do Paraná, o reajuste acumulado nos últimos dois anos dos professores estaduais chega a 34,85%.

Na avaliação da APP-Sindicato, esta conquista é fruto da mobilização dos professores, que por isso não podem deixar enfraquecer a organização. A categoria está em estado de greve e busca junto ao Governo do Estado o atendimento de outras reivindicações pendentes de negociação.

Clique no link para ver como ficou a Tabela do QPM com os reajustes de 6,66% e 6,65%.

Posted in APP-SINDICATO, SALÁRIOS SERVIDORES PARANÁ | Etiquetado: | Leave a Comment »

Trabalhadores da Educação no Brasil realizam hoje Dia Nacional de Mobilização

Posted by Armando em 11/05/2011

Professores e demais trabalhadores da Educação no Brasil realizam atividades hoje (11/05) em diversas cidades no Dia Nacional de Mobilização. Estas atividades foram deliberadas durante a XII Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, promovida em abril pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação).

No Paraná, a APP-Sindicato está orientando os professores a darem aulas de 30 minutos para marcar o protesto. Está prevista a realização de manifestação às 10h30, em Curitiba, em frente ao Palácio Iguaçu, quando diretores da entidade pretendem entregar carta ao governador Beto Richa (PSDB) com as reivindicações desta área.

Um dos principais objetivos do Dia Nacional de Mobilização é a implementação do PSPN (Piso Salarial Profissional Nacional), no valor de R$ 1.597,87, julgado constitucional pelo STF (Supremo Tribunal Federal), mas não colocado em prática em vários municípios do Paraná, assim como na maioria dos Estados brasileiros.

Os professores também buscam a inserção no projeto do PNDE (Plano Nacional de Educação) 2010/2020,das emendas apresentadas pela sociedade civil durante a Conae (Conferência Nacional da Educação), realizada no ano passado.

Outra importante reivindicação é a destinação de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) na Educação. A APP-Sindicato vai cobrar do governador um posicionamento a respeito da hora-atividade de 1/3 da jornada de trabalho do professor, direito reconhecido pelo STF. Veja mais detalhes na edição especial do Jornal da APP-Sindicato.

Fonte: APP-Sindicato.

Posted in APP-SINDICATO | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Salários dos PSS do Paraná devem ser pagos no dia 7 de abril

Posted by Armando em 31/03/2011

Os servidores públicos estaduais do Paraná contratados este ano através do PSS (Processo Seletivo Simplificado), que ainda não receberam os salários referentes ao mês de março, devem receber seus créditos no dia 7 de abril, conforme informação extra-oficial recebida pelo Blog ADJ Comunicação. O atraso se deve a falhas no sistema, repetindo o que ocorreu com o pagamento do mês de fevereiro e também com a classificação dos candidatos, quando deixarem de ser levados em conta o tempo de serviço e a Licenciatura.

Negociação – No dia 28 de março, dirigentes da APP-Sindicato estiveram reunidos com o secretário de Educação do Paraná, Flávio Arns, e outros representantes do Governo do Paraná para discutir pendências dos servidores. Na ocasião foram abordados assuntos referentes à  equiparação salarial, a ação direta de inconstitucionalidade, vagas destinadas a afro-descendentes em concursos públicos, progressão e promoções dos servidores da educação, bolsa auxílio para os cursistas do PDE (Programa de Desenvolvimento Educacional), professores que lecionam no sistema carcerário, licenças especiais, profissionais do QPPE (Quadro Próprio do Poder Executivo), documentadores escolares, atestados médicos, Lei do Sistema Estadual de Ensino, reconhecimento do mestrado e doutorado, ampliação da hora-atividade, Ensino Fundamental de nove anos e o PSS.

Posted in APP-SINDICATO, NOTÍCIA | Etiquetado: | 2 Comments »

APP-Sindicato organiza protesto de professores contra erros no PSS

Posted by Armando em 28/01/2011

Dezenas de professores estaduais do Paraná estão participando hoje (28/01), em Curitiba, em frente à Seed (Secretaria Estadual de Educação), de protesto contra os erros verificados na classificação do PSS (Processo Seletivo Simplificado), realizado no início deste mês para contratação de pessoal temporário. Organizada pela APP (Associação dos Professores do Paraná), a mobilização exige a correção dos erros ou até mesmo a suspenção do processo de contratação para impedir injustiças.

Segundo informou o site da APP-Sindicato, o Governo do Estado está tentando provar que o erro foi cometido pelos professores e não pelo sistema. Na maioria dos casos – cerca de 8 mil candidatos ingressaram com recursos contra o PSS, não foi levada em conta a Licenciatura e o tempo de serviço dos docentes, fazendo com que tivessem baixa pontuação na classificação.

Em função do protesto, dirigentes da entidade foram recebidos por representantes do Governo do Paraná, sem a presença do secretário da Educação e vice-governador, Flávio Arns, mas a reunião terminou sem sucesso. A APP-Sindicato já acionou o Ministério Público, solicitando que ingresse com ação para que o PSS seja revisado.

 “No dia de hoje tivemos a presença de educadores PSS prejudicados de todo o Estado. Apesar da apresentação das injustiças cometidas, a Seed está inflexível e diz que não vai rever a classificação. Não vamos desistir. Educadores com vários anos de serviços prestados pelo Estado iniciam 2011 sem emprego. A alegação é que estes professores cometeram erros na hora de fazer a inscrição na indicação de tempo de serviço e licenciatura. Dados estes que o Estado e o próprio sistema possuem”, argumentou Luiz Carlos da Paixão, secretário de Imprensa da APP-Sindicato.

Este foi o primeiro protesto enfrentado pelo novo governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), em seu primeiro mês de mandato. Na avaliação da APP-Sindicato, o sistema utilizado nas inscrições do PSS induziu os professores a erro. A própria nota publicada no site do Governo do Paraná no dia 18/01, por ocasião da divulgação dos classificados, já denotava o problema, veja abaixo:

“De acordo com Matos, o candidato teve duas semanas para fazer a inscrição e alterar alguma informação incorreta. “O edital estabelece que não será aceito recurso proveniente de erro na inscrição”, enfatizou Arnaldo. “A informação prestada na inscrição e não comprovada na entrega de documentação, fará com que o candidato vá para o fim da fila de classificação, conforme prevê o próprio edital”, lembra.”

A declaração acima é do  chefe do Grupo de Recursos Humanos Setorial da Secretaria, Arnaldo Moreira de Matos, publicada pelo site do Governo do Paraná.

Posted in APP-SINDICATO, NOTÍCIA | Etiquetado: , | 4 Comments »

 
%d blogueiros gostam disto: