ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

  • AGENDA

    julho 2017
    S T Q Q S S D
    « ago    
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  
  • Assinar

  • Visitas ao Blog

    • 1,111,802 acessos

Archive for the ‘HISTÓRIA DA IMPRENSA’ Category

Informações sobre surgimento e desenvolvimento da imprensa.

Fotocomposição agilizou o processo

Posted by Armando em 03/06/2009

Os enormes computadores precederam os desktops

Os enormes computadores precederam os desktops

Com a evolução tecnológica e o desenvolvimento da informática, surgiram na década de 70, nos EUA, os programas de editoração eletrônica,  primeiramente através de grandes computadores até chegar aos micros de hoje, chamados de desktops, que encurtaram de forma considerável todo o processo de produção gráfica. Desde então, os sistemas e programas foram aprimorados e além da infinidade de recursos, possibilitam uma enorme velocidade para produzir materiais gráficos, reduzindo não só os custos com mão-de-obra e materiais,  mas também o tempo para que os mesmos estejam prontos para a distribuição para o público leitor.

Posted in HISTÓRIA DA IMPRENSA | Leave a Comment »

A IBM Composer fez história

Posted by Armando em 03/06/2009

A IBM Composer marcou o início da informatização na indústria gráfica

A IBM Composer marcou o início da informatização na indústria gráfica

A IBM Composer foi outra importante descoberta para a indústria gráfica, que iniciou, por volta de 1950, a era da chamada composição fria. Esta máquina possuía memória e cerca de 12 famílias  de fontes e tipos. O texto composto era impresso em papel, mediante a utilização de uma esfera com caracteres alfa-numéricos, que ao contato com a fita transferiam o texto para o papel, que posteriormente iria para o Past-up (arte-final). A IBM e outras companhias também lançaram máquinas que gravavam o material digitado em fitas perfuradas, magnéticas e em cartão magnético.  Nestes casos, os textos eram revelados posteriormente em máquinas fotocompositoras.

Posted in HISTÓRIA DA IMPRENSA | 1 Comment »

A Linotipo

Posted by Armando em 29/05/2009

<b>A Linotipo revolucionou a indústria gráfica no século 19</b>

A Linotipo revolucionou a indústria gráfica no século 19

A Linotipo foi criada pelo alemão Ottmar Mergenthaler em 1886, em meio à Revolução Industrial, e agilizou a produção gráfica na época, instituindo a composição a quente, que fundia linhas de texto em pequenos lingotes de metal. Daí vem seu nome: Linotipo= fundição de uma linha de tipo.

A máquina genial possuía um teclado à frente, as matrizes em sua parte de trás, no alto, distribuídas de forma organizada em um “varal”. Quando acionada a tecla correspondente, a matriz descia pelo interior da Linotipo e unida com as demais letras e espaçadores formava a linha da composição, que então era submetida a uma liga metálica à base de chumbo e estanho. Esta depois era ejetada para a “galé” e as matrizes retornavam à origem para composição de nova linha, num processo que durava aproximadamente 15 segundos.

A Linotipo e a Intertype, que utilizava o mesmo processo de composição a quente, operavam com tipos do corpo 5 ao 18, com linhas de no máximo 30 paicas.

Posted in HISTÓRIA DA IMPRENSA | Leave a Comment »

Padronização dos Tipos

Posted by Armando em 28/05/2009

  A organização da indústria gráfica deu um salto de qualidade em 1737, quando Pierre Fournier idealizou o ponto tipográfico. Ele dividiu em 12 vezes o tamanho da letra utilizada em 1468 na composição das “Cartas Familiares”, de Cícero. Por isso, o corpo 12 passou a ser chamado de Cícero, tornando-se este nome também uma forma de calcular os tipos. Algum tempo depois, Francisco Ambrósio Didot, avaliou que esta medida era fraca para os tipos e criou uma nova forma para o ponto. O ponto Didot foi adotado, com algumas alterações, pelas indústrias tipográficas dos EUA e da Inglaterra, passando-se a ser chamado de paica. Cada paica tem 11,22 pontos, que equivalem a 4,218 milímetros.

Posted in HISTÓRIA DA IMPRENSA | Leave a Comment »

A Organização

Posted by Armando em 28/05/2009

Caixa alta e caixa baixa: assim eram classificadas as letras maiúsculas e minúsculas

Caixa alta e caixa baixa: assim eram classificadas as letras maiúsculas e minúsculas

A partir do século XI, a TIPOGRAFIA passou a ser utilizada em larga escala em diversos países. A matriz dos impressos era feita com TÁBUAS XILOGRÁFICAS. Este material era produzido pelo componedor ou preparador, que tinha o conhecimento do vernáculo (escrita). Por isso, não havia uma padronização e tamanhos e estilos. Cada firma tinha seus próprios tipos, que eram produzidos de acordo com a necessidade e o gosto de seus impressores. Entenda-se por TIPO o Caractere, a Letra. A imprensa surgiu então em 1441, quando o alemão Johan Gutemberg, considerado o Pai desse processo gráfico, criou os tipos móveis, fabricados, primeiramente em madeira, e depois em liga metálica. Dessa forma, a impressão passou a ser feita a partir de um processo que reunia os tipos móveis, tinta, prensa e o abastecimento mecânico de papel. O resultado dessa invenção foi o aumento da velocidade da produção de impressos.

Posted in HISTÓRIA DA IMPRENSA | Leave a Comment »

O Surgimento

Posted by Armando em 28/05/2009

<strong><strong>No princípio, os escribas produziam impressos à mão</strong></strong>

No princípio, os escribas produziam impressos à mão

Desde os primórdios, o homem vem buscando novas formas de se comunicar. Na Idade da Pedra, eram utilizadas as figuras pictográficas para relatar o mundo de então. Nas paredes de cavernas ou montanhas, o homem fazia desenhos para mostrar uma grande caçada, batalhas  e outros eventos que marcaram a sua época. A preparação de textos, segundo o escritor Juarez Bahia, surgiu no século III AC, na Era dos Alexandrinos. Data deste mesmo tempo o surgimento do papyrus, que significa junco em grego. O predecessor do papel de hoje foi criado pelos egípcios, que faziam um entrelaçado de juncos para ser ser ensopado e após batido tomava a forma lisa.
  Os chineses foram responsáveis pelo papel que conhecemos hoje. Esta invenção é atribuída a Tsai-Lun, que no ano de 105 DC fabricava papel com uma mistura de casca de árvores, trapos de tecido e outros materiais fibrosos. Esta mistura era batida até ser formada uma pasta, que depois era diluída numa tina. Com um molde poroso (tela), ele retirava a substância, que após seca se tornava papel. Os chineses também faziam entalhes de madeira, que serviam de provas para fazer impressos. Foi por volta do século XI que eles passaram a usar a técnica que hoje é chamada TIPOGRAFIA.

Posted in HISTÓRIA DA IMPRENSA | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: