ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

  • AGENDA

    novembro 2017
    S T Q Q S S D
    « ago    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930  
  • Assinar

  • Visitas ao Blog

    • 1,119,643 acessos

Archive for the ‘SINDSERVIDORES APUCARANA’ Category

Servidores municipais de Apucarana levantam propostas para candidatos a prefeito

Posted by Armando em 21/08/2012

Os servidores municipais de Apucarana (PR) estão mobilizados para levantar propostas a serem entregues aos cinco candidatos a prefeito da cidade nas eleições do dia 7 de outubro. Esta iniciativa foi tomada pelo SINDSPA (Sindicato dos Servidores Municipais de Apucarana, Rio Bom e Alvorada do Sul), que realizará Assembleia dos trabalhadores nos dias 22, 24 e 28 de agosto para definir o documento a ser encaminhado aos candidatos.

Segundo Elisabete Costa de Sousa, presidente da entidade, as propostas devem girar desde questões trabalhistas, como melhorias na infraestrutura de Apucarana. “Os servidores, antes de tudo, são cidadãos e querem apontar ações para a nova administração municipal em suas áreas de atuação bem como na comunidade onde vivem”, explica a sindicalista.

O documento será entregue aos cinco candidatos a prefeito em reunião a ser realizada no dia 11 de setembro, que decidirão se devem ou não assinar Carta Compromisso assumindo as propostas definidas pelos servidores municipais de Apucarana.

Clique na imagem do Informativo Sindicato em Ação para ver o calendário das Assembleias do SINDSPA.

Anúncios

Posted in NOTÍCIA, SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Agentes de saúde e de combate a endemias de Apucarana podem deflagrar Greve

Posted by Armando em 26/04/2012

Ganhando apenas R$ 649,74 mensais, os agentes de saúde e de combate a endemias de Apucarana estão mobilizados por melhores salários

Os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate a endemias de Apucarana (PR) estão mobilizados por melhores salários. Os trabalhadores iniciaram um movimento na semana passada, com manifestações pelas ruas centrais da cidade e na Prefeitura e ontem retomaram a pressão para que o prefeito João Carlos de Oliveira (PMDB) apresente resposta às reivindicações.

Os agentes querem, entre outros pontos, que a Prefeitura pague à categoria os valores enviados pelo Governo Federal para auxiliar nos custeio das despesas e pagamento de servidores que atuam na área de saúde. O repasse é feito em 14 parcelas de R$ 871,00 por agente, mas os servidores que atuam nesta função em Apucarana recebem apenas 13 parcelas de R$ 649,74.

Apesar de o prefeito ter discursado que o salário dos agentes é um dos maiores da Região, a Prefeitura de Londrina vai abrir amanhã (27/04) Concurso Público para contratação de agentes comunitários com remuneração fixada em R$ 901,90.

Segundo declarou à imprensa, o prefeito negou a reivindicação dos trabalhadores para não infringir a Lei Eleitoral, que não permite a concessão de reajuste a servidores públicos neste período. Ele também alegou que defende a isonomia, ou seja, se reajustar os salários dos agentes terá que fazer o mesmo com os demais.

A presidente do SINDSPA (Sindicato dos Servidores Municipais de Apucarana, Marilândia do Sul e Rio Bom), Elisabete Costa de Sousa, afirma que no ano passado o prefeito de Apucarana deu aumento a um grupo seleto de 35 servidores, escolhidos por ele, mas não concedeu nada aos demais servidores municipais.

“Em dezembro do ano passado protocolamos ofício na Prefeitura cobrando o repasse deste reajuste aos agentes comunitários de saúde, aos agentes de combate a endemias, bem como a todos os servidores de Apucarana. Infelizmente, o prefeito deixou correr o prazo, não chamou o Sindicato para negociar e agora usa com justificativa a Lei Eleitoral para negar reajustes aos trabalhadores”, critica Elisabete.

De acordo com a sindicalista, os agentes não estão reivindicando reajuste, mas o pagamento do valor integral dos recursos repassados pelo Governo. Na última segunda-feira (23/04), o prefeito se comprometeu a apresentar uma resposta aos trabalhadores até o dia 4 de maio. Caso as reivindicações dos agentes não sejam atendidas, a categoria poderá deflagrar Greve por tempo indeterminado para pressionar o repasse dos valores enviados pelo Governo Federal.

Posted in NOTÍCIA, SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: | 3 Comments »

Mudança para Regime Estatutário coloca em risco direitos dos servidores de Apucarana

Posted by Armando em 16/09/2011

Os servidores municipais de Apucarana correm o risco de perderem boa parte dos seus direitos, conquistados ao longo de anos, caso seja aprovado na sessão da Câmara de vereadores da próxima segunda-feira (19/09) o projeto de lei que estabelece o Regime Estatutário. Nesta sessão o Estatuto será submetido à terceira e última votação, sendo que nas discussões anteriores foi aprovado sem quaisquer modificações no texto elaborado pela assessoria do prefeito João Carlos de Oliveira (PMDB).

A presidente do SINDSPA (Sindicato dos Servidores Municipais de Apucarana e Região), Elisabete Costa de Sousa, afirma que a entidade apresentou uma série de emendas ao projeto, que sequer foram discutidas e votadas pelos vereadores nas duas primeiras sessões. “São alterações que defendemos para impedir que direitos básicos dos servidores, como, por exemplo, a Licença-prêmio, jornada de trabalho e adicionais de insalubridade e periculosidade, entre outros, sejam cortados”, explica.

Para tentar barrar a aprovação do projeto na forma como quer o prefeito, o Sindicato está convocando os servidores a pressionarem os vereadores a retirarem a matéria da pauta de votações para que sejam analisadas as emendas necessárias para evitar prejuízos . “Do jeito que está os servidores perderão a maioria dos seus direitos”, afirma Elisabete.

De acordo com o informativo do SINDSPA: “Sindicato em Ação”, dos 11 vereadores de Apucarana, três não poderão votar o projeto do Estatuto por terem interesses diretos com o assunto em questão. Desses, dois têm parentes trabalhando no serviço público e a vereadora Telma Reis é servidora municipal. Além disso, o presidente da Câmara Municipal, Alcides Ramos, está impedido de votar em função do cargo que ocupa, embora tenha o poder de colocar e de retirar o projeto em votação.

Em função disso, sete vereadores decidirão se aprovarão ou não na sessão do dia 19 de setembro os cortes nos direitos dos servidores de Apucarana, como forma de aliviar as despesas do município. Segundo informou a RPC TV, as dívidas da Prefeitura da cidade ultrapassam R$ 241 milhões, valor que representa mais do que o dobro do orçamento previsto para 2011.

Confira o que está em jogo na edição do jornal “Sindicato em Ação”:

Capa

Págs. 2 e 3

Pág. 4 

Posted in NOTÍCIA, SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: | Leave a Comment »

Presidente da Câmara de vereadores de Marilândia do Sul expulsa e dá voz de prisão a sindicalista

Posted by Armando em 15/04/2011

O presidente da Câmara de vereadores de Marilândia do Sul, Anderson Luiz Bueno (PMDB), perdeu o controle durante a sessão da última segunda-feira (11/04) e aos gritos expulsou e até deu voz de prisão à presidente do SINDSPA (Sindicato dos Servidores Municipais de Apucarana e Região), Elisabete Costa de Sousa. O motivo do “surto” do vereador foi a presença de servidores e populares, que foram convocados pelo SINDSPA para acompanhar a discussão do projeto de lei enviado à Câmara pelo prefeito Pedro Sérgio Mileski (PV), que tenta criar um novo PCCS (Plano de Cargos, Carreira e Salários).

“Eu estava sentada conversando com alguns servidores no momento em que o vereador Jean Carlos Momente Bueno (PTB) discursava no Plenário e, de repente, ele parou e disse que estava dando um `alô para a Bete, que estava sentada e rindo’. Em seguida, o vereador se exaltou e disse que era para eu parar de rir porque ele não era palhaço. Eu não ria. Foi ele que me ofendeu”, conta a presidente do SINDSPA, explicando que conversava com servidores outro assunto e já estava saindo da Câmara.

Não contente com o recado, o vereador, pediu autorização para o presidente da Câmara, que é seu primo, para chamar a atenção da sindicalista. Aos gritos, Anderson Bueno, cunhado do prefeito, começou a confusão e ordenou que fosse chamada a polícia. “Infelizmente, os ânimos ficaram exaltados sem motivo algum. Convocamos os servidores para acompanhar a discussão do projeto do PCCS na Câmara, de forma democrática e ordeira”, explica Elisabete.

 Segundo ela, o prefeito de Marilândia do Sul contratou uma empresa para elaborar o novo PCCS, sem que essa despesa fosse aprovada pela Câmara Municipal. Além do mais, esse novo plano não isenta o prefeito de voltar os salários dos servidores aos valores que eram praticados em julho de 2007, pois isso foi conquistado pelo SINDSPA na ação julgada pelo Tribunal de Justiça do Paraná e referendada pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).

 “Ao invés de ofender sindicalistas e chamar a Polícia para reprimir a ação do Sindicato, esses vereadores deveriam fiscalizar os atos do prefeito, cumprindo o papel para o qual foram eleitos”, sugere a presidente do SINDSPA.

De acordo com ela, como o prefeito sequer respondeu ao oficio da entidade solicitando reunião para negociar o cumprimento da decisão judicial. Em função disso, a assessoria jurídica do SINDSPA já ingressou na Justiça com uma ação de execução para que a Prefeitura de Marilândia do Sul retorne os salários aos valores praticados em julho de 2007 e pague os atrasados aos servidores, pois não há outra alternativa. “Mais uma vez, se existirem maiores prejuízos aos servidores e à comunidade, a responsabilidade será do prefeito, que não mostra qualquer interesse em negociar uma saída viável e justa para todos” diz Elisabete.

No ano passado, os servidores entraram em Greve para garantir reajuste nos salários. O prefeito não queria reconhecer a legitimidade do SINDSPA e afirmava na época que a folha de pagamento estava além do limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, mas não conseguiu comprovar este dado e acabou cedendo à pressão. Agora, Mileski está demorando para cumprir a decisão da Justiça, que determinou o retorno dos valores nos salários dos servidores ao que era praticado  em 2007. Pelo jeito, essa história vai longe. 

 

Posted in SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: | Leave a Comment »

Servidores municipais de Apucarana e Região elegem hoje diretoria do Sindicato

Posted by Armando em 07/02/2011

Os servidores municipais de Apucarana, Marilândia do Sul e Rio Bom elegem hoje (7/02) a diretoria do Sindicato que representa estes trabalhadores na Região do Vale do Ivaí. A atual presidente da entidade, Elisabete Costa de Sousa, concorre à reeleição pela Chapa 1 – Na Luta em Defesa dos Servidores.

A Chapa 2, encabeçada por José Benedito Luiz, teve seu registro indeferido pela Comissão Eleitoral por ter apresentado a documentação de seus candidatos após o encerramento do prazo de inscrição. Estão aptos a votar cerca de 540 servidores associados filiados ao Sindicato. A votação ocorrerá das 7h00 às 23h00, através de urna fixa instalada na sede da entidade, outra no Marilândia Clube e de urnas itinerantes, que percorrerão os locais de trabalho.

A professora Elisabete Costa de Sousa afirma que a prioridade para a próxima gestão, caso seja reeleita, será a manutenção dos atuais direitos dos servidores municipais de Apucarana, Marilândia do Sul e Rio Bom, bem como a busca do pagamento correto do Vale-transporte. “Temos pela frente a votação do Estatuto dos servidores de Apucarana, que está tramitando na Câmara Municipal, e precisaremos de uma intensa mobilização para evitar alterações em importantes conquistas que o Sindicato obteve nos últimos anos para os servidores”, aponta a sindicalista.

Veja os candidatos da Chapa 1 – Na Luta em Defesa dos Servidores clicando nos links abaixo:

Capa

Págs. 2 e 3

Pág. 4

Posted in SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Hoje tem pipoca e panelaço na Greve dos servidores de Marilândia do Sul

Posted by Armando em 14/07/2010

Os servidores municipais não abrem mão da reposição integral das perdas

Em Greve há uma semana, os servidores municipais de Marilândia do Sul promovem hoje (14/07) uma festa em frente à Prefeitura, com distribuição de pipoca para a população e a realização de um “panelaço” para pressionar o prefeito Pedro Sérgio Mileski (PV) a conceder os 15% reivindicado pelos trabalhadores.

Na segunda-feira (12/07), Mileski ofereceu um reajuste adicional de 1,09% no mês de setembro, que foi prontamente rejeitado em Assembléia dos Servidores, mas diante dessa recusa, ontem o prefeito recuou e disse que este percentual será aplicado nos salários de agosto.

A presidente do SINDSPA (Sindicato dos Servidores Municipais de Apucarana e Região), Elisabete Costa de Sousa, afirma que os servidores também rejeitaram essa proposta e não abrem mão da reposição integral das perdas. “Não podemos aceitar um reajuste inferior à inflação acumulada nos últimos três anos. Em 2011, o prefeito pode vir novamente com essa mesma desculpa, de que não tem dinheiro em caixa, voltando tudo à estaca zero”, avalia Elisabete.

Na avaliação dela, os servidores devem manter a Greve para forçar a apresentação de um índice de reposição maior. “Há um mês o prefeito falava que não poderia conceder nada, depois ele propôs 0,5%, agora 1,09% e com um pouco mais de pressão poderemos chegar a um acordo que se aproxime das nossas reivindicações”, explica a presidente do SINDSPA.

Posted in NOTÍCIA, SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Servidores municipais de Marilândia do Sul deflagram Greve nesta quarta (7/07)

Posted by Armando em 06/07/2010

O prefeito Pedro Mileski não conseguiu convencer os servidores de que não é possível pagar os 15% de reajuste

Os servidores municipais de Marilândia do Sul iniciam nesta quarta-feira (7/07) Greve por tempo indeterminado para pressionar o prefeito Pedro Sérgio Mileski (PV) a conceder 15% de reajuste salarial, necessários para recuperar as perdas dos últimos três anos. Os cerca de 280 trabalhadores estarão concentrados às 7h00 na Praça da Igreja Matriz, de Marilândia, de onde sairão em passeata até o prédio da Prefeitura.

 A Greve foi deliberada na Assembléia realizada no último dia 30 de junho, depois que o prefeito decretou um reajuste de 9,05%. De acordo com Elisabete Costa de Sousa, presidente do SINDSPA (Sindicato dos Servidores Municipais de Apucarana e Região), Mileski alega que não pode conceder os 5,95% restante para zerar as perdas para não ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal.

“O prefeito está perdido com os números e já nos apresentou sete índices de gastos que a Prefeitura supostamente teria com a folha de pagamento. Relatório do Tribunal de Contas do Estado revelaram que a folha só compromete 46% das receitas e isto dá margem para atender às reivindicações dos servidores”, afirma Elisabete. Para ela, os trabalhadores não podem abrir mão dos 15% de reajuste agora, pois no próximo ano novamente o prefeito poderá retomar o mesmo argumento, de que não tem condições de pagar as perdas integrais.

“Os servidores não abrem mão da reposição integral”, ressalta a sindicalista. Os servidores de Marilândia do Sul também reivindicam Plano de Cargos e Salários, reajuste de 15% para quem ganha salário mínimo de R$ 510,00 e Adicional de Insalubridade para os agentes comunitários de saúde.

Posted in NOTÍCIA, SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

População de Marilândia do Sul sai às ruas hoje em solidariedade aos servidores municipais

Posted by Armando em 25/06/2010

Agricultores e comerciantes de Marilândia do Sul estão solidários aos servidores municipais e insatisfeitos com o prefeito

Diferente das populações de outras cidades do País, que poderão sair às ruas hoje para comemorar uma possível vitória da Seleção Brasileira na Copa da África do Sul, empresários, agricultores e populares de Marilândia do Sul realizarão protesto conjunto em solidariedade aos servidores municipais e em protesto contra a administração do prefeito Pedro Sérgio Mileski (PV). Os manifestantes estarão concentrados às 16h30, em frente à Igreja Matriz da cidade e, a exemplo dos servidores, que na última sexta-feira (18/06) paralisaram as atividades, devem sair em passeata até a Prefeitura.

Os servidores municipais não concordam com o reajuste de 9,05%, decretado pelo prefeito e não abrem mão dos 15% necessários para repor as perdas acumuladas nos últimos três anos. Como Mileski não reconhece o SINDSPA (Sindicato dos Servidores Municipais de Apucarana e Região), que também representa os servidores de Marilândia do Sul, não há negociação em torno do reajuste.

Elisabete Costa de Sousa de Souza, presidente do SINDSPA, afirma que além do protesto conjunto de hoje com agricultores e comércio da cidade, que fechará as portas à tarde, na próxima quarta-feira (30/06), os servidores municipais discutirão em Assembléia a deflagração de Greve por tempo indeterminado para pressionar o prefeito a conceder a reposição integral nos seus salários.

“A Greve é irreversível. Os servidores não aceitam os 9,05% e contam com o apoio da população e empresários da cidade, que também estão insatisfeitos com a atuação do prefeito”, explica a sindicalista.

Um dos motivos do descontentamento da sociedade com o prefeito é o nepotismo. Em entrevista concedida esta semana à RIC TV, de Londrina, o prefeito de Marilândia do Sul reconheceu que emprega no alto escalão da prefeitura a mulher, Anderléia Bueno Mileski, o irmão, Paulo Sérgio Mileski e o primo, Aquiles Takeda. Ele teria dito ao repórter que “eles são parentes, mas trabalham”, entendendo que isso não é ilegal. Será?

Posted in NOTÍCIA, SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: , | 2 Comments »

Servidores de Marilândia do Sul cruzam os braços hoje por reajuste salarial

Posted by Armando em 18/06/2010

Os servidores municipais de Marilândia do Sul (PR) estão com as atividades paralisadas hoje (18/06). O movimento reúne, agora pela manhã, cerca de 150 trabalhadores, dos 280 que compõem o quadro de pessoal da Prefeitura daquela cidade. Apenas os servidores da área de saúde não aderiram ao movimento para não comprometer o atendimento à população. 

 Segundo informou a presidente do SINDSPA (Sindicato dos Servidores Municipais de Apucarana e Região), Elisabete Costa de Sousa, os servidores sairão em passeata da Praça da Igreja Matriz até o prédio da prefeitura, onde ficarão concentrados, como forma de pressionar o prefeito Pedro Sérgio Mileski a conceder a reposição de 15% em seus salários. “A população e o comércio de Marilândia estão nos apoiando nesta luta para recuperar as perdas salariais acumuladas há três anos”, afirma Elisabete.

 Ela espera que com esta paralisação o prefeito reveja seu posicionamento e aceite a negociar com o SINDSPA o reajuste dos servidores e outros direitos que ainda estão pendentes. O Sindicato protocolou a minuta de reivindicações no mês de março deste ano, mas Mileski não aceitou dialogar com a entidade.

Depois da insistência do SINDSPA, ele enviou à Câmara Municipal projeto de lei estabelecendo reajuste de 9,05% aos servidores, índice, que na avaliação de Elisabete Costa de Sousa, não contempla a desafagem nos salários.

Posted in NOTÍCIA, SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Assembleia hoje dos servidores de Marilândia do Sul decide paralisação das atividades

Posted by Armando em 16/06/2010

Os cerca de 280 servidores municipais de Marilândia do Sul (PR), cidade que fica cerca de 50 quilômetros de Londrina, devem paralisar as atividades nesta sexta-feira (18/06) para pressionar o prefeito, Pedro Sérgio Mileski (PV) a conceder reajuste de 15% nos salários. Esta deliberação será definida em Assembléia a ser realizada hoje (16/06), no Marilândia Clube, às 18h30. Na segunda-feira (14/06), o SINDSPA (Sindicato dos Servidores Municipais de Apucarana e Região) discutiu com os trabalhadores as estratégias de mobilização.

Segundo a presidente do SINDSPA, Elisabete Costa de Sousa, desde 2007 os trabalhadores não têm reajuste salarial e o prefeito está tentando impor um índice de reposição de 9,05% através de projeto de lei, que foi enviado às pressas para a Câmara Municipal daquela cidade.

Elisabete conta que esse projeto foi aprovado em primeira discussão, com apenas um voto contrário, na sessão do dia 25 de maio, sem que fosse analisado pelas Comissões da Câmara e atropelando os prazos regimentais. No dia último dia 9, o presidente da Câmara, Anderson Luis Bueno, que é cunhado do prefeito, teria convocado uma sessão extraordinária, na qual alguns vereadores da cidade teriam sido convocados apenas para assinar a Ata em que consta a aprovação do projeto que reajusta os salários dos servidores em 9,05%.

“O prefeito não quer reconhecer o Sindicato e se nega a negociar conosco. Agora, manipulou a Câmara Municipal para aprovar o projeto, passando por cima do Regimento daquela casa para arrochar ainda mais os salários dos servidores”, critica a sindicalista. Ela afirma que os trabalhadores, em especial os professores municipais, não aceitam esses desmandos e estão dispostos a cruzar os braços para garantir os 15%.

“Se esse projeto com os 9,05% de reajuste for aprovado, o Sindicato vai recorrer na Justiça do Trabalho e também já acionou o Ministério Público para apurar a forma como o prefeito está agindo. Ele não pode escolher com quem vai negociar e tem que aceitar o Sindicato, que foi constituído legalmente e representa de fato e de direito os servidores municipais de Marilândia do Sul”, ressalta Elisabete.

A postura intransigente do prefeito Mileski deixou a população indignada e ao lado dos servidores municipais. Caso ele não volte atrás, a paralisação poderá desencadear Greve por tempo indeterminado a partir da próxima semana.

Posted in SINDSERVIDORES APUCARANA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: