ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

  • AGENDA

    julho 2022
    S T Q Q S S D
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031
  • Assinar

  • Visitas ao Blog

    • 1.160.550 acessos

Posts Tagged ‘BANCÁRIOS APUCARANA’

Categoria bancária deve deflagrar Greve por tempo indeterminado a partir do dia 30/09

Posted by Armando em 19/09/2014

Logo Campanha web maiorSeguindo a rotina de anos anteriores, após sete rodadas de negociações, a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) apresentou ao Comando Nacional dos Bancários hoje (19/09), em reunião realizada em São Paulo, uma contraproposta da entidade muito aquém do que reivindica a categoria.

Os bancos ofereceram reajuste de 7% nos salários, o que representa apenas 0,61% de aumento real. Este índice também será aplicado na PLR e demais verbas e auxílios. Em relação às chamadas cláusulas sociais (proteção ao emprego, melhores condições de trabalho, fim das metas abusivas e do assédio moral e igualdade), a Fenaban também não apresentou qualquer avanço significativo.

Diante dessa postura, o Comando Nacional dos Bancários convocou Greve por tempo indeterminado da categoria bancária a partir do dia 30 de setembro. Em Londrina e em Apucarana, os Sindicatos locais realizarão Assembleias na próxima quinta-feira (25/09), para que bancários e bancárias deliberem a respeito do indicativo de Greve.

A categoria tem data-base em 1º de setembro e tem como principal desafio na Campanha deste ano segurar a onda de demissões em massa que está em curso no setor financeiro. Em 2013, os bancos fecharam 18.023 empregos no Brasil e no período de janeiro a julho deste ano efetuaram outros 3.600 cortes.

PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES DA CATEGORIA BANCÁRIA EM 2014

Reajuste salarial de 12,5%.

Participação nos Lucros e Resultados de três salários mais R$ 6.247.

Piso de R$ 2.979,25 (salário mínimo do Dieese em valores de junho).

Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 724,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional).

Melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoecem os bancários.

Emprego: fim das demissões e da rotatividade, mais contratações, proibição às dispensas imotivadas, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações diante dos riscos de aprovação do PL 4330 na Câmara Federal, do PLS 087 no Senado e do julgamento de Recurso Extraordinário com Repercussão Geral no STF. 

Plano de Cargos, Carreiras e Salários para todos os bancários;

Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós;.

Prevenção contra assaltos e sequestros: cumprimento da Lei 7.102/83 que exige plano de segurança em agências e PABs, garantindo pelo menos dois vigilantes durante todo o horário de funcionamento dos bancos; instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento das agências; e fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários. 

Igualdade de oportunidades para todos, pondo fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, gays, lésbicas, transexuais e pessoas com deficiência (PCDs).

Posted in NOTÍCIA | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Bancários do Paraná aprovam propostas para a Conferência Nacional

Posted by Armando em 19/06/2014

Foto Conferência Estadual Bancários PR maiorOs bancários do Paraná aprovaram no último sábado (14/06), em Cornélio Procópio, no final da 16ª Conferência Estadual da categoria as propostas a serem encaminhadas ao evento nacional, a ser realizado no final de julho em São Paulo.

Participaram da Conferência 284 delegados e delegadas das bases territoriais dos 10 Sindicatos filiados à Fetec-CUT/PR (Federação Estadual dos Trabalhadores em Empresas de Crédito). Também foram eleitos os delegados que irão representar o Paraná no encontro nacional.

Nos dois dias de debates foram aprovadas as propostas do Estado sobre os itens que compõem a Minuta de Reivindicações, como, por exemplo, o reajuste salarial. Os bancários do Paraná defendem um índice equivalente à inflação acumulada desde setembro de 2013, mais 5% de ganho real, além de auxílios refeição e alimentação no valor de um salário mínimo (R$ 724,00).

A categoria também vai buscar na Campanha Unificada deste ano garantia de emprego, igualdade de oportunidades, melhores condições de trabalho, mais segurança, saúde e reestruturação produtiva do Sistema Financeiro Nacional.

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Bancários ampliam conquistas com greve nacional de 23 dias

Posted by Armando em 14/10/2013

Bancaria valeu maiorA categoria bancária está encerrando a Campanha Salarial 2013 com um resultado positivo, obtido graças à greve nacional que chegou a paralisar 12.140 agências e Centros Administrativos dos bancos no último dia 11 de outubro.

A greve foi deflagrada para combater a intransigência dos banqueiros, que ofereceram, depois de três rodadas de negociações, um reajuste de apenas 6,1%.Com a força da greve, a categoria conquistou 8% de reajuste nos salários, o que representa a reposição das perdas com a inflação desde a última data-base mais  1,82% de aumento real, e 8,5% de reajuste nos pisos. Este índice agrega nos pisos 2,29% de ganho real.

Dispostos a congelar a PLR (Participação nos Lucros e Resultados), os bancos voltaram a trás e concederam 10% de reajuste na Regra Básica e elevaram de 2% para 2,2% o montante do lucro líquido a ser distribuído aos funcionários a título de PLR Adicional.

Nos últimos 10 anos, a garra dos bancários e bancárias garantiu sucessivos índices de aumento real nos salários e nos pisos, que somam, respectivamente, 18,33% e 38,7%.

Além dos avanços econômicos, foram agregados novos direitos à CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) 2013/2014, como, por exemplo, o Abono-assiduidade, o Vale-cultura e o não desconto do Adiantamento Emergencial para os afastados para tratamento de saúde, entre outros avanços.

O Comando Nacional dos Bancários também finalizou as negociações específicas com as diretorias do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, garantindo vantagens adicionais aos funcionários destes dois bancos públicos federais brasileiros.

VEJA AS PRINCIPAIS CONQUISTAS DOS BANCÁRIOS

 Reajuste: 8,0% (1,82% de aumento real).

 Pisos: Reajuste de 8,5% (ganho real de 2,29%). 
– Piso de portaria após 90 dias: R$ 1.148,97.
– Piso de escriturário após 90 dias: R$ 1.648,12.
– Piso de caixa após 90 dias: R$ 2.229,05 (que inclui R$ 394,42 de gratificação de caixa e R$ 186,51 de outras verbas de caixa). 

PLR regra básica: 90% do salário mais valor fixo de R$ 1.694,00 (reajuste de 10%), limitado a R$ 9.087,49. Se o total apurado ficar abaixo de 5% do lucro líquido, será utilizado multiplicador até atingir esse percentual ou 2,2 salários (o que ocorrer primeiro), limitado a R$ 19.825,86.

PLR parcela adicional: aumento de 2% para 2,2% do lucro líquido distribuídos linearmente, limitado a R$ 3.388,00 (10% de reajuste). 

Antecipação da PLR até 10 dias após assinatura da Convenção Coletiva: na regra básica, 54% do salário mais fixo de R$ 1.016,40, limitado a R$ 5.452,49. Da parcela adicional, 2,2% do lucro do primeiro semestre, limitado a R$ 1.694,00. O pagamento do restante será feito até 3 de março de 2014.

Auxílio-refeição: de R$ 21,46 para R$ 23,18 por dia.

Cesta-alimentação: de R$ 367,92 para R$ 397,36.

13ª cesta-alimentação: de R$ 367,92 para R$ 397,36.

 Auxílio-creche/babá: de R$ 306,21 para R$ 330,71 (para filhos até 71 meses). E de R$ 261,95 para R$ 282,91(para filhos até 83 meses).

Requalificação profissional – de R$ 1.047,11 para R$ 1.130,88.

Adiantamento emergencial – Não devolução do adiantamento emergencial de salário para os afastados que recebem alta do INSS e são considerados inaptos pelo médico do trabalho em caso de recurso administrativo não aceito pelo INSS.

Gestores ficam proibidos de enviar torpedos aos celulares particulares dos bancários cobrando cumprimento de resultados. 

Abono-assiduidade – 1 dia de folga remunerada por ano.

Vale-cultura – R$ 50,00 mensais para quem ganha até 5 salários mínimos, conforme Lei 12.761/2012.

Prevenção de conflitos no ambiente de trabalho – Redução do prazo de 60 para 45 dias para resposta dos bancos às denúncias encaminhadas pelos sindicatos, além de reunião específica com a Fenaban para discutir aprimoramento do programa.

Adoecimento de bancários  – Constituição de grupo de trabalho, com nível político e técnico, para analisar as causas dos afastamentos.

Dias parados – Compensação de  1 (uma) hora por dia, de segunda a sexta-feira, até o dia 15 de dezembro de 2013. Após esta data as horas não compensadas serão anistiadas.

Fonte: VIDA BANCÁRIA

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Federação dos bancos agenda negociação com bancários para discutir nova proposta

Posted by Armando em 09/10/2013

A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) entrou em contato com o Comando Nacional dos Bancários agendando nova reunião de negociação para amanhã (10/10), às 10 horas, em São Paulo, quando deverá ser apresentada nova proposta para acabar com  a greve dos bancários. A paralisação nacional da categoria completa 21 dias hoje (9/10).

Assembleias realizadas na segunda-feira (7/10) em todo o país rejeitaram a proposta de reajuste salarial de 7,1% e aumento do piso em 7,5%, apresentada pelos bancos na última sexta-feira (4), que foi considerada insuficiente pela categoria.

A Contraf-CUT enviou ontem um ofício do Comando Nacional à Fenaban, comunicando a decisão das assembleias e reiterando que “permanece à disposição para continuar as negociações para a apresentação de uma proposta satisfatória dos bancos, que atenda de fato às reivindicações econômicas e sociais da categoria”.

“A continuidade das negociações é fruto da intensa mobilização dos bancários, que estão vencendo o cansaço, mostrando uma extraordinária disposição de enfrentamento, combatendo as práticas antissindicais dos bancos e fazendo a maior greve da categoria dos últimos 20 anos”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional.

Cordeiro afirma que a expectativa dos bancários é que os bancos apresentem uma nova proposta que atenda as reivindicações de aumento real, valorização do piso, PLR melhor, proteção ao emprego, melhores condições de trabalho, mais segurança e igualdade de oportunidades”, destaca. “Com os lucros de R$ 59,7 bilhões entre os meses de junho de 2012 e 2013, sobram recursos para compensar o trabalho e a dignidade dos bancários”, sustenta.

Fonte: Contraf-CUT

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , | 1 Comment »

Bancários colocam Campanha Salarial nas ruas

Posted by Armando em 07/08/2013

Vida1278CapaA categoria bancária já está com a Campanha Salarial 2013 nas ruas. Com data-base em 1º de setembro, os trabalhadores do setor mais lucrativo do País reivindicam reajuste de 11,93%, que contempla a reposição da inflação acumulada nos últimos 12 meses mais aumento real de salários, Participação nos lucros de três salários mais o valor de R$ 5.553,15, além de melhores condições de saúde e segurança.

De acordo com a edição desta semana do jornal VIDA BANCÁRIA, produzido pelos Sindicatos de Bancários de Londrina, Apucarana, Arapoti e Cornélio Procópio, a Minuta de Reivindicações foi entregue à Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), ao Banco do Brasil e à Caixa Econômica Federal no dia 30 de julho. A primeira rodada de negociação com a Fenaban ocorrerá amanhã (8/08).

O presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina, Wanderley Crivellari, afirma que a Campanha não visa apenas avanços salariais e condições de trabalho nos bancos, mas também contrapartidas do setor mais lucrativo da sociedade para o país.

“Este ano voltamos a cobrar a responsabilidade social dos bancos no sentido de que ampliem os postos de trabalho na categoria para gerar novos empregos, melhorar a distribuição de rende, bem como o atendimento ao público. Mas também queremos a realização de uma Conferência para discutir a Regulamentação do Sistema Financeiro Nacional e defendemos a Reforma Tributária, como forma de combater as injustiças e estabelecer a progressividade na cobrança dos impostos”, adianta Wanderley.

Veja as principais reivindicações

> Reajuste salarial de 11,93%, composto de 5% de aumento real, além da inflação projetada de 6,6%.

> PLR: três salários mais R$ 5.553,15.

> Piso: R$ 2.860,21 (salário mínimo do Dieese).

> Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 678 ao mês para cada (salário mínimo nacional).

> Melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral.

> Emprego: fim das demissões, mais contratações, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações, especialmente ao PL 4330 que precariza as condições de trabalho, além da aprovação da Convenção 158 da OIT, que proíbe as dispensas imotivadas.

> Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários.

> Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós-graduação.

> Prevenção contra assaltos e sequestros, com o fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários.

> Igualdade de oportunidades para bancários e bancárias, com a contratação de pelo menos 20% de trabalhadores afrodescendentes.

Clique nos links para ler a edição desta semana do VIDA BANCÁRIA:

Capa

Pág. 2

Pág. 3

Pág. 4

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Diretoria do Banco do Brasil atropela direitos dos funcionários ao implantar jornada de seis horas

Posted by Armando em 29/01/2013

Vida1253-CapaA diretoria do Banco do Brasil implementou no dia 27 de janeiro de 2013 um novo plano de funções comissionadas para enquadrar os funcionários em regras definidas sem qualquer negociação com a Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro).

Na Campanha Salarial do ano passado o funcionalismo do BB conseguiu garantir o compromisso da instituição financeira de implantar a jornada de seis horas, mas ao invés de abrir o diálogo em torno disso, preferiu, mais uma vez, agir de forma unilateral.

O detalhamento destas mudanças está na Capa do jornal VIDA BANCÁRIA, produzido em conjunto pelos Sindicatos da categoria nas bases territoriais de Londrina, Apucarana, Arapoti e de Cornélio Procópio. O movimento sindical deve ingressar com ações na Justiça do Trabalho para garantir a manutenção do padrão salarial dos funcionários do Banco do Brasil.

Segundo Gisa Bisotto, secretária Geral do Sindicato dos Bancários de Londrina, o banco agiu de forma intransigente, se recusando a negociar com o movimento sindical o plano e impondo redução de salários e extinção de funções. “Mais uma vez a direção do BB fugiu do diálogo e promoveu mudanças internas prejudicando milhares de funcionários que já deveriam estar fazendo a jornada legal de seis horas”, avalia.

Em 2012, a Contraf-CUT mobilizou os funcionários do BB para pressionar o cumprimento da jornada de seis horas, que está prevista na legislação para a categoria bancária. A diretoria se recusou a discutir o tema, alegando que o mesmo se tratava de uma questão de “gestão”, não cabendo por isso o diálogo.

Com as mudanças colocadas em prática agora, o banco criou dois tipos de funções, uma gratificada e outra de confiança. Na primeira, o funcionário poderá optar pelas seis horas de trabalho, mas terá redução em seu salário. Para aqueles que optarem pela função de confiança não haverá mudança na remuneração, mas terão que assinar um Termo de Opção de Posse para Exercício da Função de Confiança. O funcionário que não assinar o Termo no prazo de seis dias, contados a partir do dia 28/01, serão descomissionados.

O jornal traz ainda nesta edição informações sobre os problemas enfrentados por funcionários do Banco do Brasil em Cornélio Procópio. A agência da instituição financeira na cidade passa por reformas há vários meses, causando transtornos aos bancários, clientes e à população. Outra notícia do VIDA trata da inauguração da nova agência do BB em Lupionópolis, acabando com a falta de condições de trabalho e de atendimento ao público verificados no prédio anterior.

Leia também no VIDA BANCÁRIA desta semana matéria sobre a isenção do Imposto de Renda para os bancários que receberam até R$ 6 mil a título de PLR (Participação nos Lucros e Resultados). A segunda parcela da PLR deve ser paga pelos bancos até o dia 1º de março de 2013.

Clique nos links abaixo para ler o VIDA BANCÁRIA na íntegra:

Capa

Pág. 2

Pág. 3

Pág. 4

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Bancários assinam hoje (2/10) Convenção Coletiva com a Fenaban

Posted by Armando em 02/10/2012

A Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) assina com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) nesta terça-feira (2/10), em São Paulo, a CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) 2012/2013. O documento foi aprovado pelas Assembleias realizadas pelos 137 Sindicatos de bancários de todo o País no dia 26 de setembro, depois de uma greve nacional de nove dias.

“A assinatura é um ato de celebração depois de mais uma campanha vitoriosa, em que os bancários deram outra prova de sua capacidade de mobilização e de unidade, fundamentais para a conquista de novos avanços para a categoria, como o aumento real pelo nono ano consecutivo, valorização do piso e PLR maior, além de melhorias na saúde, segurança e igualdade de oportunidades”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional dos Bancários, que foi responsável pelas negociações com os bancos.

“Este ano o acordo se reveste de uma simbologia especial, uma vez que estamos completando 20 anos da assinatura da primeira Convenção Coletiva, conquista história dos bancários que é hoje parâmetro para todos os trabalhadores dos outros setores”, acrescenta Carlos Cordeiro.

Aumento real de 2% 

A Convenção Coletiva garante reajuste salarial de 7,5%, correspondendo a aumento real de 2%, com valorização ainda maior nos pisos de ingresso, que serão reajustados em 8,5% (ganho real de 2,95%).

Assim, o salário inicial do escriturário, por exemplo, passa de R$ 1.400,00 para R$ 1.519,00. Vale lembrar que o reajuste acaba refletindo também em férias, 13º salário, Fundo de Garantia, entre outras conquistas.

Parte fixa da PLR tem reajuste de 10%

Pela Convenção Coletiva, que é retroativa a 1º de setembro e vigorará até 31 de agosto de 2013, a PLR (Participação nos Lucros e Resultados) corresponderá a 90% do salário mais o valor fixo de R$ 1.540,00. Dessa forma, o valor fixo foi reajustado em 10% em relação ao ano passado.

A parcela adicional da PLR, que corresponde à distribuição linear de 2% do lucro líquido entre os bancários, também teve o teto reajustado em 10%, passando de até R$ 2.800,00 para até R$ 3.080,00. Esse valor é creditado sem desconto dos programas próprios de remuneração dos bancos.

Vales refeição e alimentação maiores

Da mesma forma que os pisos, os vales refeição e alimentação e a 13ª cesta-alimentação tiveram reajuste de 8,5%. O auxílio creche-babá subiu 7,5%. Veja como ficaram os auxílios:

Avanços sociais

No tema saúde dos trabalhadores, a Convenção Coletiva Nacional dos bancários conterá cláusula garantindo os salários dos bancários afastados que aguardam perícia médica sejam mantidos pelos bancos até que seja regularizada a situação junto ao INSS. Há inúmeros casos em que o trabalhador recebe a alta programada do INSS, mas acaba sendo considerado inapto no exame de retorno ao trabalho realizado pelos bancos, ficando sem benefício do INSS e sem salário.

O acordo com a Fenaban também inclui a implementação de um projeto-piloto para experimentar medidas defendidas pelos bancários e vigilantes para a melhoria da segurança nos bancos, como portas de segurança, biombos entre a fila e os caixas, e divisórias entre os caixas, inclusive os eletrônicos, dentre outras demandas.

Os bancos aceitaram ainda a proposta de realizar um novo censo na categoria para verificar questões como gênero e raça, na perspectiva da igualdade de oportunidades, nos moldes do Mapa da Diversidade, feito em 2008.

Clique nos links para ver detalhes sobre os direitos estabelecidos na CCT 2012/2013 do bancários divulgados pelo Jornal VIDA BANCÁRIA desta semana.

Capa

Pág. 2

Pág. 3

Pág. 4

Fonte: Contraf-CUT

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Proposta da Fenaban pode levar ao fim a greve dos bancários

Posted by Armando em 26/09/2012

Assembleias nesta quarta (26/09) definirão a continuidade ou não da greve dos bancários

A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) apresentou hoje (25/09) ao Comando Nacional dos Bancários uma nova proposta econômica para a categoria, que está em greve há oito dias.  A proposta prevê 7,5% de índice de reajuste; 8,5% no piso salarial e nos auxílios-refeição e alimentação; e 10% na parcela fixa da PLR (Participação nos Lucros e Resultado), assim como dos tetos da Regra Básica e da PLR Adicional.

A categoria estará reunida em Assembleias nesta quarta-feira (26/09) nos principais centros do País para avaliar os avanços apresentados pelos bancos e definir os rumos do movimento.  A proposta que levou à greve previa um reajuste de apenas 6% sobre todas as verbas salariais.

Os bancos pagaram para ver e tiveram que aguentar uma das maiores mobilizações da categoria nos últimos 20 anos. Mais uma vez os bancários atenderam ao chamado do Comando Nacional e foram à luta para conquistar novos avanços”, comemora Wanderley Crivellari, presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina.

CONFIRA A AGENDA DAS ASSEMBLEIAS

APUCARANA
Horário: 10h00
Local: sede do Sindicato

ARAPOTI
Horário: 10h00
Local: sede do Sindicato

CORNÉLIO PROCÓPIO
Horário: 18h00
Local: sede do Sindicato

LONDRINA
Horário: 10h00
Local: sede do Sindicato

Pauta:

1)    análise e votação das propostas apresentadas pela Fenaban, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal ao Comando Nacional dos Bancários na rodada de negociação do dia 25/09;

2)    deliberação a respeito da continuidade ou não da greve;

3)    Outros assuntos.

O que prevê a proposta da Fenaban

Reajuste – 7,5% (aumento real de 2,02% pelo INPC).

Piso – R$ 1.519,00 (reajuste de 8,5%, o que significa 2,95% de ganho real).

Caixa – R$ 2.056,89 (8,5% de reajuste).

Auxílio-refeição – R$ 472,15 (R$ 21,46 por dia), o que representa reajuste de 10%.

Cesta-alimentação e 13ª cesta-alimentação – R$ 367,90 (reajuste de 10%).

PLR – Regra básica: 90% do salário mais R$ 1.540,00 fixos (reajuste de 10%), com teto de R$ 8.414,34 (reajuste de 10%). Caso a distribuição do lucro líquido não atinja 5% com o pagamento da regra básica, os valores serão aumentados para 2,2 salários, com teto de R$ 18.511,54 (10% de reajuste).

PLR adicional – 2% do lucro líquido distribuídos linearmente, com teto de R$ 3.080,00 (reajuste de 10%).

Antecipação da PLR – 54% do salário mais valor fixo de R$ 924,00, com teto de R$ 5.166,01 e parcela adicional de 2% do lucro líquido do primeiro semestre distribuído linearmente, com teto de R$ 1.540,00.

A primeira parcela da PLR será paga até 10 dias após a assinatura da Convenção Coletiva e a segunda até 1º de março de 2013.

Fonte: Contraf-CUT

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

Bancários participam hoje com a Fenaban da segunda rodada de negociação da Campanha Salarial 2012

Posted by Armando em 21/08/2012

O Comando Nacional dos Bancários estará reunido hoje (21/08), em são Paulo, com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) para a segunda rodada de negociações em torno das reivindicações dos trabalhadores do ramo financeiro. No primeiro encontro, que se deu em três reuniões, foram discutidas questões que dizem respeito à saúde, segurança, condições de trabalho e emprego.

Os representantes dos bancos rejeitaram quase que a totalidade dos avanços pretendidos pela categoria, que tem data-base em 1º de setembro. Em tom de ironia, os banqueiros disseram aos sindicalistas que os bancários não estão preocupados com o emprego. Seguindo essa postura intransigente, as diretorias do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal também não levaram a sério as negociações com os funcionários destes dois bancos públicos federais e se recusaram a atender demandas importantes constantes das pautas de reivindicações específicas.

Segundo divulga o jornal VIDA BANCÁRIA desta semana, um negociador do Banco do Brasil chegou a sinalizar em reunião com o Comando Nacional dos Bancários que sem greve não surgirão os avanços pretendidos pelos funcionários.

Para Gisa Bisotto, secretária Geral do Sindicato dos Bancários de Londrina já passou da hora da direção do banco tratar com seriedade as negociações da Campanha específica dos funcionários. “Há nove anos o BB vem adotando essa estratégia de endurecer nas discussões com o Comando Nacional para dialogar de forma aberta somente depois que a greve é deflagrada. Tem questões que poderiam ser resolvidas nas discussões permanentes e outras demandas antigas que carecem apenas de bom senso para serem resolvidas”, critica Gisa.

Afastados por saúde garantem remuneração

Apesar do discurso duro adotado pelos bancos nas discussões da Campanha Salarial 2012 dos bancários, a categoria obteve uma importante conquista na reunião de negociação realizada no dia 15 de agosto, em São Paulo.

Os sindicalistas conseguiram o compromisso da Fenaban de assegurar o pagamento dos salários aos bancários afastados que aguardam perícia médica do INSS.  Segundo Wanderley Crivellari, presidente do Sindicato de Londrina, atualmente, muitos trabalhadores ficam até três meses sem salário e benefício por conta da demora na realização da perícia. “Felizmente os bancos entenderam a gravidade dessa situação e resolveram manter a remuneração dos bancários e bancários afastados”, comemora Wanderley.

A edição desta semana do VIDA BANCÁRIA também destaca a definição de um valor maior da PCR (Participação Complementar nos Resultados) nas negociações permanentes com o Banco Itaú, ocorrida no dia 16 de agosto, em São Paulo. Os bancários receberão, no mínimo, R$ 1.800,00 a título de PCR, juntamente com o pagamento da PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

Como nem tudo são flores quando se trata do Itaú, o jornal dos Sindicatos de Bancários de Londrina, Apucarana, Arapoti e de Cornélio Procópio relata o protesto realizado no dia 14 de agosto em Apucarana. O Sindicato local promoveu mais uma edição da Operação “Demitiu, Parou” em função do corte de uma bancária.

O VIDA traz ainda informações a respeito dos tradicionais Bailes dos Bancários de Londrina e de Cornélio Procópio, a serem realizados, respectivamente, nos dia s24 e 25 de agosto.

Para obter mais informações sobre a Campanha Salarial 2012 dos bancários acesse o site do www.vidabancaria.com.br. Leia o jornal na íntegra clicando nos links abaixo:

Capa

Pág. 2

Pág. 3

Pág. 4

Posted in NOTÍCIA | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

Conferência Nacional dos Bancários em Curitiba define reivindicações da Campanha 2012

Posted by Armando em 19/07/2012

Cerca de 700 bancários de todo o País estarão reunidos entre os dias 20 e 22 de julho, em Curitiba, para a 14ª Conferência Nacional, evento que vai definir a Minuta de Reivindicações e as estratégias da categoria para a Campanha Salarial de 2012. Além de dirigentes sindicais, cientistas sociais e observadores também estará presente na Conferência o ministro do Trabalho, Brizola Neto, que participará de um painel sobre Emprego.

Segundo informa o jornal VIDA BANCÁRIA, produzido pelos Sindicatos de Bancários de Londrina, Apucarana, Arapoti e de Cornélio Procópio, a categoria vai colocar na mesa de negociações com os bancos os excelentes resultados obtidos pelo setor nos últimos meses, que apresentaram lucros bilionários. “Com este cenário de rentabilidade em alta, os bancos não têm justificativas para negar nossas reivindicações, que são justas e plenamente possíveis de serem atendidas”, avalia Wanderley Crivellari.

Conforme apontou a Conferência Estadual dos Bancários do Paraná, realizada em junho, em Umuarama, os bancários buscarão nesta Campanha Salarial garantias de emprego, remuneração maior, ampliação no valor da PLR (Participação nos Lucros e Resultados), fim do assédio moral e das metas abusivas e mais contratações para reduzir a sobrecarga de serviços e prestar atendimento de qualidade à população.

O VIDA desta semana também destaca as principais conquistas da categoria ao longo dos anos e informa que em 2011, segundo dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), 92% dos Acordo Coletivos celebrados entre patrões e empregados resultaram em reajustes salariais acima da inflação.

O jornal traz ainda denúncias de falta de pessoal na Caixa Econômica Federal em agências de Cornélio Procópio e de Londrina, que tem gerado sobrecarga de trabalho e muita demora no atendimento aos clientes e usuários. Outro destaque do infomativo é a eleição do bancário Vagner Freitas para a Presidência da CUT Nacional durante o 11º CONCUT (Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores), realizado na semana passada em São Paulo.

Clique nos links para ler o VIDA BANCÁRIA na íntegra:

Capa

Pág. 2

Pág. 3

Pág. 4

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: