ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

  • AGENDA

    junho 2018
    S T Q Q S S D
    « ago    
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930  
  • Assinar

  • Visitas ao Blog

    • 1,133,290 acessos

Posts Tagged ‘JORNALISMO’

Jornalista londrinense troca estresse das redações por liberdade e qualidade de vida

Posted by Armando em 11/07/2014

Fernanda largou as redações para viver uma utopia

Fernanda largou as redações para viver uma utopia

Minha amiga de profissão, Fernanda Borges, desistiu do Jornalismo como forma de mudar de vida e ganhar seu sustento com a produção e venda de materiais alternativos em Londrina e mundo afora, seguindo feiras e eventos diversos.

Engajada nas lutas da categoria e com passagens pela Folha de Londrina e a TV Coroados (RPC-Globo), Fernanda disse que preferiu ficar longe das redações. “O jornalismo me entristeceu muito. Tem muito mais estresse do que alegrias”, argumentou.

Dizendo que prefere “viver livre, mas feliz”, ela trabalha em casa, onde produz bótons, faz estampa em camisetas e em outros materiais, tudo de forma bem artesanal. Com uma máquina, Fernanda produz canecas que recebem imagens de alta qualidade. “É algo simples, dá um trabalhinho, mas vale a pena”, afirma.

Além de comercializar estes materiais em feiras, congressos e outros eventos, Fernanda Borges divulga seu trabalho através do perfil Viver Utopia, no Facebook. Encomendas podem ser feitas através de mensagens no Facebook, do e-mail viverutopia@gmail.com ou pelo telefone (55-Brasil) 43 9998-3080.

Anúncios

Posted in CIDADE, NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Senado discute em fase final PEC que restabelece exigência de diploma para a profissão de jornalista

Posted by Armando em 11/05/2012

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 033/09, que restabelece a obrigatoriedade do diploma de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo – para o exercício da profissão de jornalista tramitou ontem (9/05) no Plenário do Senado Federal, na primeira sessão de discussão em segundo turno.

Segundo informou a Agência Senado, agora a PEC constará da Ordem do Dia por três sessões deliberativas consecutivas.Apresentada por Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), a PEC dos Jornalistas acrescenta novo artigo à Constituição, o 220-A, estabelecendo que o exercício da profissão de jornalista é “privativo do portador de diploma de Curso Superior de Comunicação Social, com Habilitação em Jornalismo, expedido por curso reconhecido pelo Ministério da Educação”.

A matéria mantém a figura do colaborador, sem vínculo empregatício, e são validados os registros obtidos por profissionais sem diploma no período anterior à mudança na Constituição prevista pela PEC.A PEC 033/09 surgiu da mobilização nacional da categoria, coordenada pela FENAJ (Federação Nacional dos Jornalistas), com o objetivo de manter a regulamentação profissional para o exercício da profissão em razão da decisão tomada pelo STF (Supremo Tribunal Federal), em junho de 2009, de revogar a exigência do diploma.

De 1º julho de 2010 a 29 de junho de 2011, foram concedidos 11.877 registros de jornalista pelo Ministério do Trabalho e Emprego, sendo 7.113 entregues mediante a apresentação do diploma e 4.764 com base na decisão do STF.

Fonte: Agência Senado

Posted in JORNALISMO, NOTÍCIA | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Governo Federal altera regras para concessões de rádios e TVs

Posted by Armando em 22/01/2012

O Decreto 7.670, de 16 de janeiro de 2012, sancionado pela presidenta Dilma Rousseff, publicado no Diário Oficial da União no dia 17/01, altera as regras para a concessão de novas emissoras de rádio e televisão. Pelo Decreto, o conteúdo jornalístico, cultural e educativo será decisivo na escolha do vencedor da licitação.

De acordo com o Ministério das Comunicações, o novo Decreto torna o processo mais rápido e impede que empresas sem qualificação participem e ganhem a outorga e, depois, tenham dificuldade de operar. Até então, o item que mais pesava era o prazo oferecido pelo concessionário para colocar a emissora no ar.

O Decreto surge após denúncias veiculadas na imprensa, no ano passado, de que “laranjas” sem a menor capacidade financeira para tal, obtinham concessões de emissoras de rádio e TV. O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse à imprensa que qualquer candidato a uma concessão terá que apresentar dois pareceres de auditorias independentes comprovando sua capacidade financeira, como também apresentar projeto indicando a origem dos recursos a serem usados no empreendimento.

Pelas regras anteriores, quem ganhava uma concessão pagava ao governo a outorga em duas parcelas. Agora, segundo o Ministério das Comunicações, o valor da outorga será cobrado em parcela única. Tal medida visa coibir calotes, uma vez que um grande número de concessionários sequer pagou a primeira parcela de outorgas e outros não pagaram a segunda parte. O Ministério já encaminhou mais de cem processos à Advocacia-Geral da União para recuperar as frequências daqueles que não cumpriram com as regras.

O Decreto também altera questões de conteúdo. Com a mudança, o tempo destinado a programas locais (produzidos no município de outorga) e a produções independentes será utilizado como critério para decidir os vencedores dos leilões. Até agora, essa avaliação levava em conta o tempo destinado a programas jornalísticos, educativos, culturais e informativos. Segundo o Ministério das Comunicações, a nova exigência segue uma diretriz da Constituição, que prevê a valorização de as produções locais e as independentes.

Há expectativa de que o Governo Federal retome neste ano os editais de leilões de concessões suspensos em 2011. O Governo estuda a majoração do valor da caução exigida em cada edital, que hoje é de 1% do valor da outorga.

Espera-se que com isto as concessões de emissoras de rádio e TV sejam concedidas para quem tem competência e condições de manter esse tipo de empreendimento, para que paguem salários justos aos funcionários e transmitem conteúdo de qualidade à população.

Fonte: FENAJ/Agência Brasil

Posted in NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Senado pode votar PEC do Diploma na sessão da próxima terça

Posted by Armando em 10/12/2010

A votação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 033/09,  que restabelece a obrigatoriedade do Diploma de Curso de Jornalismo para exercer a profissão, pode ocorrer na sessão do Senado da próxima terça-feira (14/12). A matéria está na pauta da Ordem do Dia do Plenário, mas não foi submetida à apreciação dos senadores na última quarta-feira (8/12) por uma decisão dos líderes dos partidos.

Segundo informações da FENAJ (Federação Nacional dos Jornalistas), naquele dia havia quórum, mas as atenções estavam voltadas para o pronunciamento do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), que estava se despedindo daquela casa. A assessoria de imprensa do Senado afirmou que na sessão do dia 8 de dezembro nenhuma PEC foi votada.

Assim, a PEC do Diploma para jornalista pode ser submetida à apreciação dos senadores na sessão da próxima terça-feira (14/12), caso haja acordo entre as lideranças partidárias. Até lá, a FENAJ orienta a categoria a manter a mobilização para conseguir os votos necessários para aprovação da PEC 033/09. De acordo com o Placar do Diploma, 61 senadores são favoráveis à matéria, apenas quatro se declararam contrários e 16 ainda estão em dúvida. Para ser aprovada serão necessários 49 votos.

Dos quatro senadores que são contra a volta da regulamentação da profissão de jornalista, três são do DEM e o outro é o ex-presidente cassado e também proprietário de empresas de comunicação, Fernando Collor de Mello (PTB).

Posted in JORNALISMO, NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Empresas de comunicação do Paraná recuam na intenção de reduzir direitos dos jornalistas

Posted by Armando em 20/10/2010

O protesto em Londrina ocorreu em frente às emissoras RPC e Rede Massa. Foto: Juliana Mastelini

A rodada de negociação entre o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná, representando o Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná e a categoria em todo o Estado, e o Sindicato das Empresas de rádio, TV e impressos, realizada na última segunda-feira (18/10), em Curitiba, foi acompanhada de protestos na capital e em Londrina. Cerca de 60 pessoas, entre profissionais e estudantes, portando faixas com o mote da Campanha Salarial 2010: “Não pise no meu Piso”, promoveram um apitaço em frente à Aerp (Associação da Empresas de Radiodifusão do Paraná. Em Londrina, aproximadamente 20 pessoas, reunindo jornalistas, diretores do Sindicato e estudantes, também protestaram em defesa do piso em frente à RPC, Rede Massa e Jornal de Londrina.

Durante a reunião os patrões receberam como resposta à proposta de redução do piso salarial para o interior, corte no adicional de horas extras e congelamento do anuênio um sonoro “NÃO”. Os sindicalistas informaram aos representantes das empresas que as Assembleias realizadas nas diversas cidades do Estado rejeitaram, por unanimidade, a redução dos direitos.

Diante deste posicionamento e da mobilização da categoria, o Sindicato patronal retiram sua proposta e nova rodada de negociação foi agendada para as 14h00 do próximo dia 25 de outubro, na sede do SindJor/PR, em Curitiba. Na avaliação do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Norte do Paraná, Ayoub Hanna Ayoub, a decisão das empresas reflete a insatisfação demonstrada pelos jornalistas de todo o Estado, que se rebelaram contra o piso de R$ 1.200,00 para o interior e a redução de outros direitos.

“Estamos programando novas ações para reforçar a Campanha “Não pise no meu Piso” e para pressionar os patrões a discutirem nossa pauta de reivindicações. Não podemos admitir a perda de direitos no momento em que outros setores da sociedade negociam acordos com vantagens para os trabalhadores, inclusive com ótimos índices de aumento real de salário, como ocorreu na semana passada, por exemplo, com os bancários”, argumenta Ayoub.

Posted in JORNALISMO, NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Federação Nacional dos Jornalistas divulga Carta aos presidenciáveis

Posted by Armando em 18/10/2010

A FENAJ (Federação Nacional dos Jornalistas) emitiu Carta no dia 15 de outubro, na qual reivindica aos candidatos à Presidência da República, Dilma Roussef (PT) e José Serra (PSDB), se comprometam com as bandeiras de democratização da comunicação, liberdade de imprensa e de expressão, conforme aprovado na I Conferência Nacional de Comunicação, realizada em dezembro de 2009. Leia abaixo a  Carta da FENAJ:

CARTA ABERTA AOS PRESIDENCIÁVEIS

Os jornalistas brasileiros, legitimamente representados pela FENAJ e os seus 31 Sindicatos filiados, vêm a público reivindicar dos candidatos à Presidência da República que se comprometam com as bandeiras da democratização da comunicação e com a defesa do Jornalismo como bem público essencial à democracia, e dos jornalistas como categoria profissional responsável pela efetivação do direito da sociedade à informação.

Há no país uma ação permanente patrocinada pelos grandes grupos de comunicação para desqualificar o Jornalismo, confundindo propositadamente a produção de informação com entretenimento, ficção e mera opinião. Igualmente, a categoria dos jornalistas sofre ataques à sua constituição e organização.

Por isso, mais uma vez, os jornalistas brasileiros afirmam a defesa da regulamentação da profissão e conclamam a futura ou futuro presidente a apoiar a luta pela aprovação das Propostas de Emendas Constitucionais (PECs), em tramitação no Congresso Nacional, que restituem a exigência da formação de nível superior específica para o exercício do Jornalismo.

Nossa categoria entende que a luta pela regulamentação da profissão e pela democracia da comunicação é de interesse público. Baseada nesta compreensão, pede a continuidade da Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) como instância democrática e plural de discussão e deliberação das políticas públicas para o setor.

Afirmamos a necessidade de o governo brasileiro dar sequência às decisões da 1ª Confecom, destacando como prioridade a criação do Conselho Nacional de Comunicação como instância deliberativa, do Conselho Federal de Jornalistas (CFJ) e do Código de Ética do Jornalismo assim como a aprovação de uma nova e democrática Lei de Imprensa para o país.

Os jornalistas brasileiros têm a certeza de que o futuro ou futura presidente da República comprometer-se-á com a construção desse grande projeto nacional porque significa a defesa da Liberdade de Expressão e Imprensa e da democracia no Jornalismo, na Comunicação e no Brasil.

FENAJ – Federação Nacional dos Jornalistas

Brasília, 15 de outubro de 2010.

Posted in JORNALISMO, NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Jornalistas buscam apoio de vereadores em Londrina contra o corte de direitos

Posted by Armando em 06/10/2010

Profissionais e estudantes estiveram presentes na sessão da Câmara na busca de apoio à munutenção dos direitos dos jornalistas

Diretores do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Londrina compareceram ontem (5/10) à sessão da Câmara Municipal de Londrina com o objetivo de buscar apoio dos vereadores à Campanha “Não pise no meu Piso”. Esta atividade é uma forma de mobilizar a categoria e a sociedade a pressionarem as empresas de rádio, TV e impressos do Estado a retirarem a proposta apresentada no último dia 20 de setembro, em Curitiba, durante a primeira rodada de negociação da Campanha Salarial 2010 dos jornalistas. Estiveram presentes também à sessão profissionais e estudantes de Jornalismo da UEL (Universidade Estadual de Londrina), Unopar e da Faculdade Pitágoras.

O presidente do Sindicato, Ayoub Hanna Ayoub, falou aos vereadores o risco que a redução do piso salarial, dos atuais R$ 2.049,11 para R$ 1.200,00, como querem os patrões, poderá acarretar à informação e argumentou que o custo de vida em Londrina, por exemplo, em certas áreas é mais alto do que o apurado em Curitiba. Ayoub também citou números sobre a rentabilidade das empresas de comunicação no Estado, contestando o argumento do Sindicato patronal de que muitas empresas do interior não têm condições de pagar o valor atual do piso da categoria.

Os vereadores Eloir Valença (PT), Gerson Araújo (PSDB) e Sebastião Raimundo da Silva (PDT) manifestaram posicionamento favorável aos jornalistas, afirmando que na atual conjuntura todas as categorias profissionais estão pleiteando aumento real nos salários em razão do desenvolvimento econômico alcançado pelo Brasil. Valença citou, ao ler o Jornal da Campanha Salarial 2010, produzido pelo Sindicato, as reivindicações da categoria, que, a seu ver, estão em conformidade com as necessidades de qualquer trabalhador, tais, como, por exemplo, a reposição das perdas com a inflação, a implementação de planos de saúde, fornecimento de vale-alimentação, ampliação da Licença-maternidade para 180 dias, conforme estabelece a legislação, entre outros.

Segundo a assessoria da Câmara Municipal de Londrina, nos próximos dias deve ser enviada ao Sindicato das empresas de rádio, TV e impressos uma Moção de Apoio à Campanha “Não pise no meu Piso”, pela manutenção dos atuais direitos dos jornalistas.

Posted in JORNALISMO, NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Assembleia dos jornalistas hoje discute reivindicações e defesa dos direitos

Posted by Armando em 27/09/2010

O Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná participam de Assembleia hoje (27/09), às 19h00, na sede da APP-Sindicato, em Londrina, a  pauta de reivindicações, que foi aprovada durante o 6º Congresso Paranaense da categoria, realizado no início de agosto, em, Foz do Iguaçu.  As principais reivindicações são: aumento real de 5,4%, além da inflação acumulada desde outubro do ano passado, estimada em 4,83% pelo Dieese, Plano de Saúde para todos os jornalistas, vale-alimentação no valor de R$ 9,50 por dia, ampliação da Licença-maternidade para 180 dias, conforme estabelece a Lei 11.170/08 e estabilidade pré-aposentadoria de cinco anos.

Não pise no meu piso

Na Assembleia de hoje também será nalisada a intenção dos patrões de estabelecer um piso diferenciado para a categoria entre Curitiba e as demais cidades do Estado, com a possibilidade de corte de 40% nos salários e a ocorrência de demissões em massa, caso essa proposta seja c colocada em prática. As empresas de comunicação do Paraná também querem congelar os salários e reduzir o adicional de horas extras, atualmente fixado em 100%, para 50%, além de pretenderem implantar Bancos de Horas para aumentar a exploração contra os jornalistas.

Para combater esses ataques, o Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná está lançando a Campanha “Não pise no meu Piso“, que visa monbilizar os profissionais desta área para impedir a redução nos direitos, como querem os patrões. A Campanha será divulgada através de cartazes, adesivos e camisetas, além de realização de atividades para denunciar à sociedade a inteção das empresas de arrochar salários e precarizar as relações de trabalho da categoria. 

Fonte: Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Norte do Paraná

Posted in DIREITOS DO TRABALHADOR, JORNALISMO | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Entra no ar a TVT, emissora dos metalúrgicos do ABC paulista

Posted by Armando em 15/09/2010

A TVT (TV dos Trabalhadores) entrou no ar no último dia 13 de agosto, através do canal aberto UHF 46, de Mogi das Cruzes, e da NGT TV, rede de televisão aberta voltada para produções independentes, nos canais 48 UHF e 26 UHF, com sinais respectivamente para as regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Esta iniciativa se concretiza após 22 anos de tentativas para conseguir a concessão de um canal para os trabalhadores, nos quais foram dados quatro nãos pelas gestões de José Sarney a FHC, com exigências de critérios técnicos não convincentes, até a conquista da outorga, concedida em outubro de 2009, com o aval do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Com uma programação voltada não só para os metalúrgicos do ABC paulista, a TVT terá inicialmente em sua grade sete programas abordando desde o jornalismo e vídeos históricos da classe trabalhadora, até a prestação de serviços e informações sobre direitos do consumidor, do trabalhador e assuntos gerais. Também serão retransmitidos programas produzidos pela TV Brasil e especiais da TV Câmara.

Criada em 1986, como uma produtora, com o objetivo de registrar e preservar a história das lutas dos metalúrgicos, a TVT agora tem pretensões de ir além, atingindo todo o País, formando redes sociais para produzir material a ser divulgado pela emissora. “A formação de redes sociais é fundamental para que o projeto cresça”, avalia Antonio Jordão Pacheco, diretor de Programação da TVT, em entrevista concedida à Revista do Brasil. Está nos planos também uma integração com esta Revista e com o jornal Brasil Atual, inseridos numa rede formada por entidades sindicais filiadas à CUT.

Mais detalhes sobre a TVT e acesso à Programação podem ser conseguidos no seguinte endereço: http://www.tvt.org.br/portal/index.php

Posted in JORNALISMO, NOTÍCIA | Etiquetado: , , | 1 Comment »

Londrina: Diretoria do Sindicato dos Jornalistas toma posse

Posted by Armando em 30/08/2010

Foto: Adélia de Carvalho Santos

Chaiben, Armando, Denise, Raquel, Carina, Jota, Jorginho, Ayoub, Maurício, Andréa e Moacir são alguns dos integrantes da Diretoria do Sindicato

A diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Norte do Paraná tomou posse na última sexta-feira (27/08), na Casa do Jornalista, em Londrina, com a presença de diversos profissionais, familiares e dirigentes sindicais da APP-Sindicato, Sindicato dos Bancários, Assuel, CUT/Paraná e de outras categorias. A posse foi anunciada pelo representante da Comissão Eleitoral, Richard Carvalho, que informou durante a cerimônia a tranqüilidade que marcou as eleições do Sindicato, realizadas nos dias 27, 28 e 29 de julho.

Em seu discurso, o presidente eleito do Sindicato, Ayoub Hanna Ayoub, lembrou das dificuldades para fundar a entidade e do movimento iniciado em 1983, com encontro de jornalistas de várias regiões do Estado, em Londrina, para discutir a organização da categoria. “Tivemos a participação de dezenas de jornalistas, com destaque para Jota Oliveira, Délio César, Widson Schwartz e diversos outros, que sonhavam com a autonomia sindical do Norte do Paraná em relação a Curitiba”, relembrou Ayoub sobre a época em que o Sindicato dos Jornalistas do Paraná abrangia todo o Estado.

Foram relatadas ainda por ele as dificuldades enfrentadas nos mandatos dos ex-presidentes do Sindicato, Caty Mileny, Áureo Nogueira, Carina Paccola e Raquel de Carvalho, que enfrentaram, primeiro, o desafio de estruturar a entidade e, depois, as pressões, perseguições e ataques desferidos por algumas empresas de comunicação de Londrina e Região. “Superamos tudo isto com o apoio dos jornalistas que ainda hoje estão ao nosso lado, como Jota Oliveira, que hoje faz parte da diretoria e representa um exemplo de dignidade e respeito para todos”, reconheceu Ayoub.

Após a solenidade houve confraternização entre os presentes, num clima de descontração. A diretoria empossada ficará à frente do Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná até 2013.

Posted in JORNALISMO, NOTÍCIA | Etiquetado: , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: