ADJ Comunicação

Jornalismo e opinião: todo mundo vê!

  • AGENDA

    maio 2022
    S T Q Q S S D
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Assinar

  • Visitas ao Blog

    • 1.160.215 acessos

Posts Tagged ‘ONDE SACAR DURANTE GREVE’

Bancários deflagram greve hoje (18/09) em todo o Brasil

Posted by Armando em 18/09/2012

A categoria bancária iniciou hoje (18/09) greve por tempo indeterminado em todo o País para pressionar avanços nas negociações com os bancos. Com data-base em 1º de setembro, os trabalhadores do setor financeiro reivindicam reajuste de 10,25%, índice que repõe a inflação acumulada nos últimos 12 meses mais 5% de aumento real nos salários, mais contratações, PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de três salários mais um valor fixo de R$ 4.961,28 fixos, ampliação do horário de atendimento ao público e garantias contra demissões imotivadas, entre outros pontos.

Na última rodada de negociação entre a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e o Comando Nacional dos Bancários, realizada no dia 4 de setembro, em São Paulo, os representantes dos bancos reafirmaram a proposta de reajuste de 6%. “Este índice representa apenas 0,58% de aumento real, o que é muito distante dos bilhões de lucros obtidos pelos bancos no primeiro semestre deste ano e também da remuneração do alto escalão das instituições financeiras, que terão este ano uma média de 4,17% de ganho real”, compara Antonio Pereira de Silva, presidente do Sindicato dos Bancários de Apucarana.

Segundo Antonio, os bancários estão conscientes de que é preciso cruzar os braços para conseguir uma proposta decente. “Dinheiro não falta para os bancos, basta apenas ter bom senso”, avalia.

Como sacar dinheiro durante
a Greve dos bancários

Com a paralisação dos bancários os clientes terão como opção para saldar seus compromissos através da internet, dos caixas eletrônicos das agências e dos localizados em supermercados e nos shopping centers. Tem ainda as casas lotéricas e os correspondentes bancários (Caixa Aqui, operados por imobiliárias e pequenas empresas) e o Banco Popular do Brasil.

Clique no link para ver as opções de atendimento alternativas enquanto durar a greve dos bancários.

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , , , | Leave a Comment »

Bancários aguardam para esta sexta (14/10) proposta para encerrar a Greve

Posted by Armando em 13/10/2011

A rodada de negociação realizada na tarde de hoje (13/10), em São Paulo, entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), foi encerrada sem que fosse chegado ao consenso entre as partes em relação à Minuta de Reivindicações da categoria, que tem data base em 1º de setembro. As discussões serão retomadas amanhã (14/10), a partir das 10h00.

Em função dessa falta de acordo, as reuniões específicas de negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e as direções do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal não ocorreram. Isto se dá porque a Minuta Unificada de Reivindicações dos bancários abrange toda a categoria e nas negociações específicas são tratados assuntos que dizem respeito a demandas exclusivas dos funcionários destes dois bancos públicos federais.

Desta forma, alguns Sindicatos de bancários agendaram Assembleias para o final da tarde e início da noite de amanhã para avaliar possíveis propostas que possam surgir nas negociações com os bancos. Enquanto isso, a Greve continua.

Fonte: Sindicato dos Bancários de São Paulo

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »

Bancários retomam nesta quinta (13/10) negociações com os bancos

Posted by Armando em 13/10/2011

A Greve na base territorial do Sindicato dos Bancários de Cornélio Procópio conta com a adesão de 95,87% da categoria

Após 16 dias de Greve Nacional, a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) rompeu ontem (12/10) o silêncio e decidiu retomar as negociações com o Comando Nacional dos Bancários, marcando nova rodada para hoje, às 16 horas, em São Paulo. O agendamento ocorreu um dia depois da reunião do Comando Nacional, na capital paulista, que decidiu fortalecer e ampliar ainda mais as paralisações.

Na terça-feira (11/10), a Greve Nacional da categoria paralisou 9.165 agências e centros administrativos dos bancos em todo o País, na maior mobilização dos bancários nos últimos 20 anos, conforme divulgou a Contraf (Confederação Nacional dos Bancários). O movimento entra nesta quinta-feira em seu décimo sétimo dia e agora deve aguardar o resultado da reunião com a Fenaban para, no caso de surgir nova proposta, analisá-la em Assembleias na sexta-feira (14/10).

Na última reunião entre as partes, realizada no dia 23 de setembro os bancos apresentaram uma proposta prevendo reajuste de 8% nos salários, verbas salariais, benefícios e na PLR (Participação nos Lucros e Resultados), que foi considerada insuficiente e levou à deflagração da Greve.

 A Greve, que já é a maior da categoria nos últimos 20 anos, foi deflagrada no dia 27 de setembro, depois que as Assembleias dos Sindicatos rejeitaram a proposta de reajuste de 8% apresentada pela Fenaban na quinta rodada de negociações, o que significa apenas 0,56% de aumento real.

A categoria reivindica reajuste de 12,8% (aumento real de 5% mais inflação do período), valorização do piso, um valor maior de PLR (Participação nos Lucros e Resultados), mais contratações, extinção da rotatividade, fim das metas abusivas, combate ao assédio moral, segurança contra assaltos e sequestros, igualdade de oportunidades, melhoria do atendimento dos clientes e inclusão bancária sem precarização, entre outros avanços nos atuais direitos.

“Os bancos brasileiros são os que mais lucram na América Latina. No entanto pagam um piso salarial menor do que o recebido por argentinos e uruguaios, mas pagam bônus milionários para seus altos executivos, os maiores do continente”, observa Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador nacional do Comando Nacional dos Bancários.

Fonte: Contraf-CUT

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

TST define proposta para acabar com a Greve nos Correios. Bancários seguem movimento em busca de diálogo

Posted by Armando em 12/10/2011

O TST (Tribunal Superior do Trabalho) decidiu ontem  (11/10), ao julgar o Dissídio Coletivo da Greve dos trabalhadores dos Correios, que o movimento iniciado há 28 dias não é abusivo. Os oito ministros da Seção Especializada em Dissídios Coletivos aprovaram por unanimidade o relatório apresentado  pelo ministro Maurício Godinho Delgado.

Os ministros definiram uma proposta de acordo entre os trabalhadores e a empresa que prevê reajuste salarial de 6,87%, retroativo à data-base (1º de agosto), pagamento de R$ 80,00, a título de aumento real, Vale extra de R$ 575,00, a ser pago em dezembro aos trabalhadores admitidos até 31 de julho (imediatamente antes da data-base), vale-alimentação de R$ 25,00 e vale-cesta de R$ 140,00.

No tema mais polêmico foi o desconto dos dias parados. A maioria determinou que, dos 28 dias, sete sejam descontados (a empresa já descontou seis) e os demais 21 sejam compensados até maio do ano que vem. O TST determinou ainda que o retorno ao trabalho deve ocorrer a partir da zero hora de quinta-feira (13/10).

Os trabalhadores analisarão a proposta em Assembleias a serem realizadas na quinta-feira pela manhã. Caso os trabalhadores não voltem às atividades no dia 14 de outubro os 35 Sindicatos representantes da categoria estão sujeitos a multas diárias de R$ 50 mil por dia por descumprimento da decisão do TST.

Bancários seguem com movimento em busca de diálogo

A Greve dos bancários completou nesta terça-feira (11/10) o décimo quinto dia de movimento. Segundo levantamento feito pela Contraf (Confederação Nacional do Trabalhadores do Sistema Financeiro), a categoria fechou 9.165 agências bancárias e diversos centros administrativos dos bancos.

Em reunião realizada em São Paulo, o Comando Nacional da categoria decidiu enviar correspondências aos presidentes dos principais bancos que operam no País, solicitando a retomada das negociações em torno da Minuta de reivindicações da categoria.

O movimento sindical também pretende buscar interferência da presidenta Dilma Rousseff para pressionar os bancos  a retomarem o diálogo com seus empregados.

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Greve dos bancários atinge mais de 4 mil agências no primeiro dia

Posted by Armando em 27/09/2011

A greve dos bancários paralisou 50 agências no primeiro dia em Londrina

Neste dia 27 de setembro,  primeiro dia da Greve dos bancários, 4.191 agências foram fechadas no Brasil segundo levantamento divulgado pela Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro). A categoria rejeitou a proposta da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), que previa 8% de reajuste nos salários, contemplando apenas 0,56% de aumento além das perdas com a inflação acumulada nos últimos meses.

Na Região Norte do Paraná, a Greve atingiu neste primeiro dia 50 agências em Londrina, bancos que operam em Apucarana e oito agências de Cornélio Procópio. Nesta quarta-feira (28/09), o movimento deve conseguir a adesão de mais bancários e se alastrar por outras cidades, somando forças para pressionar a Fenaban a apresentar uma proposta mais próxima das reivindicações da categoria.

Os bancários reivindicam, entre outros pontos, reajuste de 12,8%, que inclui as perdas com a inflação mais 5% de aumento real de salários, Participação nos Lucros e Resultados de três salários mais um valor fixo de R$ 4.500,00, valorização do piso, Plano de Cargos e Salários em todos os bancos, ampliação do horário de atendimento ao público, com a criação de dois turnos de trabalho para os bancários, fim do assédio moral e das metas abusivas, saúde e segurança.

Fonte: site VIDA BANCÁRIA.

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

Bancários consideram proposta da Fenaban insuficiente e devem deflagrar Greve

Posted by Armando em 21/09/2011

O Comando Nacional dos Bancários considerou insuficiente a proposta apresentada pela Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), ontem (20/09), em São Paulo, durante a quarta rodada de negociação. O índice de apenas 7,8% oferecido pelos bancos deve levar a categoria a rejeitar essa proposta e seguir a orientação do Comando, deflagrando Greve Nacional a partir do próximo dia 27 nas Assembleias que serão realizadas nesta quinta-feira.

Nova negociação entre a Fenaban e os sindicalista está agenda para sexta-feira (23/09), quando será dada a continuidade às discussões. Neste caso, na segunda-feira (26), a categoria voltará a se reunir em novas Assembleias para definir os rumos do movimento com base no resultado desta conversa com os representantes dos bancos.

A proposta da Fenaban contempla reajuste de 7,8% sobre os salários e as demais verbas (vale-refeição, cesta-alimentação, auxílio creche/babá, entre outras), projetando apenas 0,37% de aumento real, índice que fica bem abaixo dos 5% reivindicados pelos bancários. Este percentual seria aplicado também na parte fixa da PLR (Participação nos Lucros e Resultado) e na da PLR Adicional.

Os dados sobre as rodadas de negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban estão na edição desta semana do jornal VIDA BANCÁRIA, editado pelos Sindicatos da categoria em Londrina, Apucarana, Arapoti e Cornélio Procópio, que traz também a agenda das Assembleias do dia 22 de setembro, que irão discutir a proposta dos bancos e votar o indicativo de Greve por tempo indeterminado a partir de 27 de setembro.

Clique nos links abaixo para ler o VIDA:

Capa

Págs. 2 e 3

Pág. 4

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

Proposta dos bancos não é suficiente para encerrar Greve dos bancários

Posted by Armando em 10/10/2010

A Greve dos bancários completa 13º dia nesta segunda-feira. Proposta dos bancos não agradou a categoria

A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) apresentou ontem (9/10) uma nova proposta para o Comando Nacional dos Bancários, durante rodada de negociação realizada em São Paulo. O índice de reajuste passou de 4,29% para 9,82% no piso salarial e 6,5% nos salários de até R$ 4.100,00. Os 6,5% também seriam aplicados na PLR, nas demais verbas e nos auxílios.

Apesar dessa melhora, o Comando considerou a proposta insuficiente e orientou a manutenção da Greve. Nesta segunda-feira (11/10) as negociações continuam. Para Wanderley Crivellari, presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina, não dá para aceitar a discriminação que a Fenaban está querendo impor a quem ganha mais de R$ 4.100,00. “Para este segmento da categoria seria concedido somente um valor fixo de R$ 266,50, o que representaria um reajuste inferior à inflação acumulada nos últimos 12 meses. É muito pouco”, avalia.

Wanderley também considera baixo o índice de 9,82% proposto para o piso e os 6,5% para a PLR. “A rentabilidade média dos bancos atingiu cerca de 30%, porque os lucros cresceram. Logo, a remuneração dos bancários também deveria seguir esta tendência”, sugere.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina acredita que a categoria deve manter e fortalecer ainda mais o movimento para mostrar aos bancos que esta proposta ainda não é ideal. A reunião entre O Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban será realizada às 11h00 desta segunda-feira, em São Paulo. Enquanto nõa houver definição de um acordo entre as partes, os trabalhadores continuarão em Greve, que já atinge mais de 8.200 pontos de atendimento nos 26 Estados e Distrito Federal.

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Federação dos Bancos cedeu à pressão da Greve dos bancários e negocia na manhã de hoje (9/10) em SP

Posted by Armando em 09/10/2010

A Greve atingiu nesta sexta-feira na Região de Londrina 84 agências

Após 10 dias de Greve dos bancários nos 26 Estados do País e no Distrito Federal, com a paralisação das atividades em mais de 8.200 unidades de atendimento, a  Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) entrou em contato na tarde desta sexta-feira (8/10) com a Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro) para marcar reunião de negociação neste sábado (9/10), em São Paulo. No último encontro entre as partes, ocorrido no dia 22 de setembro,  os bancos ofereceram apenas a reposição da inflação à categoria, que tem data-base em 1º de setembro. A reunião está agendada para as 11h00.

Na avaliação do presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina, Wanderley Crivellari, o peso que a Greve atingiu nesta sexta-feira influenciou este recuo. “Esperamos que os representantes dos bancos levem para a mesa uma proposta que contemple nossas reivindicações, incluindo aumento real de salários, uma PLR maior, valorização dos pisos, fim das metas abusivas e do assédio moral, bem como outras que visam melhorar a qualidade de vida dos bancários e as condições de trabalho”, destaca Wanderley.

Para ele, os resultados do primeiro semestre deste ano demonstram, sem sombra de dúvidas, que os bancos podem seguir o exemplo de outros setores da sociedade, que fecharam bons acordos com os trabalhadores, incluindo, por exemplo, aumento real de salário. “Queremos fechar as negociações com saldo positivo, muito além da proposta apresentada pela Fenaban na última rodada”, cobra o presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina.

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

Greve dos bancários fecha quase 5 mil agências no País

Posted by Armando em 30/09/2010

No segundo dia da Greve dos bancários, hoje (30/09), 4.985 agências foram paralisadas nos 26 Estados do país e no Distrito Federal, indicando que o movimento deve aumentar ainda mais nos próximos dias pela falta de seriedade da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) nas negociações com o Comando Nacional da categoria. Passados oito dias da última reunião entre as partes, os representantes dos bancos ainda não se pronunciaram a respeito da rejeição dos bancários à proposta que só prevê a reposição de 4,29% da inflação acumada nos últimos 12 meses nos salários.

Segundo os balanços do primeiro semestre deste ano, os seis maiores bancos do País (Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Santander e Caixa Econômica Federal) acumularam um lucro líquido de 21,3 bilhões, fortuna que dá margem para atender com folga as reivindicações dos trabalhadores do setor. Como os próprios números desses bancos sempre demonstram, a maior parte dos ganh0s vem das operações de empréstimos, calcadas nas altas taxas de juros, das tarifas exorbitantes cobradas dos clientes e, é claro, da exploração do número reduzido de bancários que se desdobram para atender clientes e usuários no dia-a-dia.

VEJA AS PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES DOS BANCÁRIOS QUE FORAM REJEITADAS PELA FENABAN

● 11% de reajuste salarial.

● Piso salarial de R$ 1.510 para portaria, R$ 2.157 para escriturário (salário mínimo do Dieese), R$ 2.913 para caixas, R$ 3.641 para primeiro comissionado e R$ 4.855 para primeiro gerente.

● PLR de três salários mais R$ 4 mil fixos.

● Aumento para um salário mínimo (R$ 510) dos valores do auxílio-refeição, cesta-alimentação, 13ª cesta-alimentação e auxílio-creche/babá.

● Previdência complementar em todos os bancos.

● Proteção à saúde do trabalhador, que inclua o combate às metas abusivas, ao assédio moral e à falta de segurança.

● Medidas para proteger o emprego, como garantias contra demissões imotivadas, reversão das terceirizações e fim da precarização via correspondentes bancários.

● Mais contratações para amenizar a sobrecarga de trabalho, acabar com as filas e melhorar o atendimento ao público.

● Planos de Carreiras, Cargos e Salários (PCCS) em todos os bancos.

Fonte: Contraf-CUT

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »

Assembleias de bancários hoje em todo o Brasil definem deflagração de Greve

Posted by Armando em 28/09/2010

Bancários de todo o País participarão hoje (28/09), à noite, de Assembleias para avaliar e votar a proposta apresentada no último dia 22 pela Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e o indicativo de deflagração de Greve por tempo indeterminado a partir de amanhã para pressionar uma mudança na postura dos bancos nas negociações.

Os Sindicatos da categoria em Apucarana, Arapoti e Cornélio Procópio, na Região Norte do Paraná, realizarão as Assembleias às 19h00, em suas sedes administrativas. Em Londrina, os bancários estarão reunidos no mesmo horário no auditório do Hotel Sumatra.

A Contraf (Confederação Nacional dos Bancários) informou hoje pela manhã que os representantes dos bancos não responderam à correspondência enviada na semana passada, solicitando a apresentação de uma nova proposta até a segunda-feira (27/09), e, diante do silêncio, orienta as Assembleias dos 137 Sindicatos da categoria no País aprovem a deflagração de Greve para pressionar uma mudança no comportamento da Fenaban.

“Essa postura dos bancos empurrou a categoria para a Greve. O setor que mais lucrou no País não pode se negar a discutir o aumento real de salários e outras reivindicações que visam melhorar as condições de trabalho, atendimento e a qualidade de vida dos bancários”, ressalta Wanderley Crivellari, presidente do Sindicato dos Bancários de Londrina.

A categoria reivindica reajuste de 11%, que inclui a reposição das percas com a inflação nos últimos 12 meses, mais um percentual de aumento real nos salários, valorização dos pisos, pagamento de um salário mínimo para auxílios (refeição, alimentação, creche/babá etc.), Participação nos Lucros e Resultados de  três salários e um valor fixo de R$ 4 mil para todos os bancários, mas contratações, fim das metas abusivas e do assédio moral, entre outros pontos.

Na última rodada de negociação, realizada no dia 22, a Fenaban apresentou uma proposta que prevê apenas um reajuste de 4,29% nos salários, auxílios e demais verbas, tendo recusado praticamente todas as demais reivindicações da categoria.

“No momento em que todos trabalhadores têm conseguido ótimos índices de aumento real nos salários e outros benefícios junto aos patrões, não podemos admitir que os bancos, do alto de seus lucros bilionários, se limitem a pagar apenas a reposição da inflação aos seus empregados”, argumenta Wanderley Crivellari.

Com a deflagração da Greve a partir desta quarta-feira, clientes e usuários terão que realizar suas operações bancárias através dos caixas eletrônicos ou dos chamados correspondentes bancários (Banco do Povo, lotéricas, Caixa Aqui etc.). O movimento da categoria não tem data para terminar, por isso, é bom antecipar pagamentos e se precaver para evitar transtornos decorrentes da falta de seriedade dos bancos, que caracteriza todos os anos as negociações com seus empregados.

Posted in NOTÍCIA, VIDA BANCÁRIA | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: